Ômega 3: quais os benefícios para saúde?

Postado em 30 de junho de 2020 | Autor: Natália Lopes

Baixo consumo de alimentos fonte pode justificar a suplementação

Ômega-3 (ω-3) é considerado um ácido graxo essencial, poli-insaturado, que pode ser encontrado em alimentos de origem animal e vegetal. Entre os vários tipos de ω-3,  os mais conhecidos  são o ácido alfalinolênico (ALA), encontrado em sementes (castanha-do-Brasil, castanha-de-caju, chia, linhaça, avelãs, nozes e amêndoas) e óleos vegetais, ácido eicosapentaenoico (EPA), ácido docosapentaenoico (DPA) e ácido decosa-hexaenoico (DHA), estes encontrados em peixes e algas.

Os primeiros indícios de benefícios do ω-3 foram observados na década de 1970, quando pesquisadores identificaram que esquimós consumiam grande quantidade de peixes e apresentavam menor ocorrência de doenças cardiovascular.  Desde então, além da saúde cardiovascular, o consumo de ω-3 tem sido associado inversamente com diabetes, artrite, câncer, doenças neurodegenerativas e psiquiátricas.

Embora não existam recomendações de ingestão diária (DRI) para ω-3, sabe-se que os benefícios dependem da frequência de ingestão, forma química e quantidade consumida. Estudos que avaliam os efeitos sobre a saúde cardiovascular observam que o consumo de 840g de EPA/DHA a 4g de EPA resultou em um risco reduzido para ataques cardíacos e eventos totais de doença coronariana. Neste sentido, a American Heart Association recomenda o uso de suplementação de 4g/dia de ω-3 para prevenir eventos cardiovasculares em paciente com hipertrigliceridemia. Além disso, o consumo de duas porções de peixe/frutos de mar por semana parece ter efeito benéfico na prevenção primária de eventos cardiovasculares. Dados de uma metanálise realizada por Lion e colaboradores, concluiu que ω-3 com ≥ 60% de EPA, em uma dose de ≤1 g/d teriam efeitos benéficos na depressão. Embora grande parte dos estudos avalie doses parecidas com as mencionadas, mais estudos são necessários para identificar a dose que resulte em benefícios em outras situações clínicas.

Referências

Gutiérrez, Saray; Svahn, Sara L; johansson, Maria e. Effects of Omega-3 Fatty Acids on Immune Cells. International Journal Of Molecular Sciences, [s.l.], v. 20, n. 20, 11 out. 2019.

Kris-Etherton, PM et al. Recent Clinical Trials Shed New Light on the Cardiovascular Benefits of Omega-3 Fatty Acids. Methodist Debakey Cardiovasc J. v.13,n.3, p. 171–178, Jul-Sep. 2019.

Liao, Yuhua et al. Efficacy of omega-3 PUFAs in depression: a meta-analysis. Translational Psychiatry, [s.l.], v. 9, n. 1, 5 ago. 2019.

Moral, Amelia Marti del et al. Omega-3 fatty acids and cognitive decline: a systematic review. Nutrición Hospitalaria, [s.l.], p. 939-949, 2019.

Pimentel, CVMB; Elias, MF, Philippi, ST. Alimentos funcionais e compostos bioativos. Barueri-SP: Manole, 2019.

Skulas-Ray, Ann C. et al. Omega-3 Fatty Acids for the Management of Hypertriglyceridemia: a science advisory from the american heart association. Circulation, [s.l.], v. 140, n. 12, p. 673-691, 17 set. 2019.

Leia também