fbpx


Quais são os benefícios do consumo de óleo de semente de abóbora para saúde?

Postado em 14 de junho de 2021 | Autor: Natália Lopes | Tempo de leitura: 5 min

Entre os benefícios, o óleo de semente de abóbora ganha destaque no tratamento de alopecia androgenética

Sementes de abóbora são ricas em nutrientes e compostos bioativos de interesse nutracêutico, como proteínas, ferro, zinco, manganês, magnésio,fósforo, cobre, potássio, carotenóides, tocoferóis e esteróis, que desempenham propriedades antibacterianas, antioxidantes e anti-inflamatórias relacionadas ao controle de doenças como hipertensão, diabetes e câncer. (2,3) Além disso, o óleo das sementes de abóbora (OSA), utilizado como óleo comestível ou como nutracêutico, contém ácidos graxos importantes, como os ácidos oléico, linoléico e palmítico, além de tocoferol, que conferem inúmeros benefícios para a saúde.(2,4)

Em estudo experimental realizado com animais que tiveram hepatotoxicidade induzida por nitrato, a utilização diária de 4ml de OSA /kg de peso corporal/dia reduziu o peso do fígado e a concentração de alanina aminotransferase (ALT) e lactato desidrogenase (LDH) de forma significativa (p <0,001), demonstrando um papel hepatoprotetor do OSA, atribuído ao seu efeito antioxidante e presença de polifenóis, flavonóides e taninos.(5)

Em humanos, há potenciais benefícios do uso de OSA para a saúde masculina. A suplementação de OSA parece controlar a hiperplasia benigna da próstata, devido à ação antioxidante e antiinflamatória do óleo. Benefícios também foram observados no controle da bexiga hiperativa, em que a suplementação de OSA por 6 a 12 semanas esteve associada a melhora da frequência urinária diurna, frequência urinária noturna, urgência e incontinência urinária. (6)

Mulheres na menopausa que receberam suplementação de 3g/dia de OSA durante 6 semanas apresentaram redução significativa de pressão arterial sistólica braquial e arterial (p<0,05), demonstrando que o consumo de óleo de semente de abóbora pode atrasar o início e a progressão da hipertensão.(7) Na mesma linha, Majid e colaboradores demonstraram que a suplementação diária com 1000mg de OSA em adultos com dislipidemia, hipertensão, diabetes e obesidade foi capaz de reduzir a pressão arterial diastólica e o LDL colesterol, além de aumentar os níveis de HDL colesterol.(8)

Outro benefício atribuído ao OSA está relacionado ao tratamento da alopécia.(9) Cho e colaboradores (10), em estudo randomizado, duplo-cego e controlado por placebo, testaram a suplementação de 400 mg de OSA em homens com alopecia androgenética, leve a moderada. Após 24 semanas, aqueles que utilizaram a suplementação de OSA apresentaram aumento de 40% na contagem de cabelos contra 10% no grupo placebo (p<0,001). Este efeito, provavelmente está relacionado à presença de fitoesteróis no OSA, que são conhecidos por inibir a 5 α- redutase, e pelos efeitos antiandrogênicos já observados em animais.

Embora ainda não haja um consenso na literatura quanto a melhor dose de suplementação de OSA para que se atinja os efeitos benéficos desejados, observa-se que este óleo tem um grande potencial nutracêutico, associado a prevenção de doenças crônicas e de alopécia androgenética, provavelmente devido às propriedades antiinflamatórias e antioxidantes dos nutrientes presentes na semente de abóbora e no seu óleo.

 

Patrocínio: 

 

Referências

  1. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Alimentos regionais brasileiros. 2ed. Brasília Ministério da Saúde, 2015.
  2. PATEL, Seema. Pumpkin (Cucurbita sp.) seeds as nutraceutic: a review on status quo and scopes. Mediterranean Journal Of Nutrition And Metabolism, [S.L.], v. 6, n. 3, p. 183-189, 27 jun. 2013. Springer Science and Business Media LLC. http://dx.doi.org/10.1007/s12349-013-0131-5.
  3. MONTESANO, Domenico et al. Chemical and Nutritional Characterization of Seed Oil from Cucurbita maxima L. (var. Berrettina) Pumpkin. Foods, [S.L.], v. 7, n. 3, p. 30, 1 mar. 2018. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/foods7030030.
  4. BARDAA, Sana et al. Oil from pumpkin (Cucurbita pepo L.) seeds: evaluation of its functional properties on wound healing in rats. Lipids In Health And Disease, [S.L.], v. 15, n. 1, p. 1-11, 11 abr. 2016. Springer Science and Business Media LLC. http://dx.doi.org/10.1186/s12944-016-0237-0.
  5. ROUAG, Meriem et al. Pumpkin seed oil alleviates oxidative stress and liver damage induced by sodium nitrate in adult rats: biochemical and histological approach. African Health Sciences, [S.L.], v. 20, n. 1, p. 413-425, 20 abr. 2020. African Journals Online (AJOL). http://dx.doi.org/10.4314/ahs.v20i1.48.
  6. RAMAK, Parvin et al. The beneficial effects of Pumpkin (Cucurbita pepoL.) seed oil for health condition of men. Food Reviews International, [S.L.], v. 35, n. 2, p. 166-176, 28 jun. 2018. Informa UK Limited. http://dx.doi.org/10.1080/87559129.2018.1482496.
  7. WONG, Alexei et al. The effects of pumpkin seed oil supplementation on arterial hemodynamics, stiffness and cardiac autonomic function in postmenopausal women. Complementary Therapies In Clinical Practice, [S.L.], v. 37, p. 23-26, nov. 2019. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.ctcp.2019.08.003.
  8. MAJID, Azmat Khalid; AHMED, Zaheer; KHAN, Rezzan. Effect of pumpkin seed oil on cholesterol fractions and systolic/diastolic blood pressure. Food Science And Technology, [S.L.], v. 40, n. 3, p. 769-777, set. 2020. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/fst.03720.
  9. DHARIWALA, Maria Yusuf et al. An overview of herbal alternatives in androgenetic alopecia. Journal Of Cosmetic Dermatology, [S.L.], p. 1-10, 13 abr. 2019. Wiley. http://dx.doi.org/10.1111/jocd.12930.
  10. CHO, Young Hye et al. Effect of Pumpkin Seed Oil on Hair Growth in Men with Androgenetic Alopecia: a randomized, double-blind, placebo-controlled trial. Evidence-Based Complementary And Alternative Medicine, [S.L.], v. 2014, p. 1-7, 2014. Hindawi Limited. http://dx.doi.org/10.1155/2014/549721.


Assine nossa newsletter: