Qual a melhor maneira de avaliar a gordura corporal total em paciente dialítico?

Postado em 13 de janeiro de 2012 | Autor: Natália C. L. Rodrigues

A avaliação da composição corporal em indivíduos portadores de insuficiência renal crônica (IRC), sob tratamento dialítico, é importante para o acompanhamento das alterações nutricionais e orientação de planejamento e tratamento nutricionais. Estas avaliações contribuem para prevenir e corrigir quadros de desnutrição associados a maior morbidade e mortalidade desses pacientes.

Frente a tais condições, é de fundamental importância na rotina clínica desses pacientes a identificação dos diferentes compartimentos corporais, incluindo os estoques de proteína e gordura corporais na avaliação nutricional.

Existem algumas técnicas padrão ouro para a avaliação da gordura corporal total em pacientes portadores de IRC sob tratamento dialítico, como a absortometria de raios X de dupla energia (DEXA) e a pletismografia de deslocamento aéreo (PDA). No entanto, seu alto custo e necessidade de mão de obra especializada limitam significativamente o uso desses métodos na prática clínica.

Um estudo ainda em fase de publicação avaliou a aplicabilibidade de uma nova ferramenta para avaliação da gordura corporal total com maior disponibilidade e praticidade para estes pacientes. A conclusão foi de que a somatória das pregas de tríceps, bíceps, subescapular e suprailíaca, obtida com auxílio de uma equação de regressão linear, é útil para avaliação da gordura corporal total de pacientes renais crônicos dialíticos.

Portanto, as pregas cutâneas sofrem menos modificações em sua espessura pela remoção de líquido na hemodiálise e pode refletir com mais propriedade o compartimento de gordura corporal total.

 

 

Bibliografia

Pifer TB, McCullough KP, Port FK et al. Mortality risk in hemodialysis patients and changes in nutritional indicators: DOPPS. Kidney Int 2002; 62:2238-45.

National Kidney Foundation’s Kidney Disease Outcomes Quality Initiative (NKF-KDOQI™) (Iniciativa de Qualidade em Resultados de Insuficiência Renal da Fundação Nacional do Rim) EUA. 1998–2007.

Flakoll P. J., Kent P.,Neyra R., Levenhagen D., Chen K. Y., Ilizler T.A. Bioelectrical impedance vs air displacement plethysmography and dual-energy X-ray. J Parenter Enteral Nutr.2004; 28: 13-21.

Durnin, J. V. G. A. & Womersley, J. Body fat assessed from total body density and its estimation from skinfold thickness: measurements on 481 men and women aged from 16 a 72 years. Bristish Journal of Nutrition. n.32, p. 77-97, 1974.

Cadastre-se e receba nossa newsletter