fbpx

Resveratrol melhora disbiose e atenua inflamação associada à dieta rica em gorduras

Postado em 21 de novembro de 2019 | Autor: Marcella Gava

Sistema endocanabinoide intestinal desempenha papel crucial na inibição da inflamação intestinal induzida pelo Resveratrol

Estudo conduzido por Chen avaliou os efeitos benéficos do Resveratrol (RSV) em ratos com esteatose hepática não alcoólica (EHNA) induzida por dieta rica em gordura (DRG) com foco em estudar o sistema endocanabinoide (SEC) intestinal.

As cobaias foram divididas em quatro grupos: dieta normal (DN), dieta rica em gordura (DRG), DRG acrescido de 50mg/kg/dia de RSV (BRSV), e DRG acrescida de 100mg/kg/dia de RSV (ARSV), durante seis semanas. Foram coletadas amostras de fezes no início e no final do estudo bem como realizado teste de tolerância oral à glicose (TOTG). Após o sacrifício das cobaias foram coletadas amostras de sangue, para dosagem de colesterol e triglicérides, e de tecido hepático e do cólon distal para análises.

O peso corporal e o índice hepático das cobaias aumentaram significativamente após 6 semanas da intervenção com DRG, o que foi inibido pelo acréscimo de RSV nos grupos BRSV e ARSV. As cobaias do grupo DRG tiveram aumento de colesterol, triglicérides, depósito de gordura hepático, hipertrofia do hepatócito, vacuolização, infiltração inflamatória celular, e fibrose hepática em comparação ao grupo DN, alterações estas que foram amenizadas nos grupos que receberam RSV, sendo ainda mais evidente no grupo ARSV. Glicemia,  TNF-α,  IL-6 e IL-1 apresentaram-se menores e IL-10 maior nos grupos com RSV em comparação ao grupo DRG.

As análises mostraram que a microbiota estava aparentemente diferente entre os grupos. RSV atenuou a disbiose intestinal, com um aumento em Akkermansia muciniphila, Ruminococcaceae e Lachnospiraceae e uma diminuição de Desulfovibrio. Os grupos que receberam RSV apresentaram melhor barreira intestinal contra a invasão bacteriana e uma menor inflamação em relação ao grupo DRG, sendo que o grupo DRG apresentou maiores valores de marcadores pró-inflamatórios (TNF-α, a IL-6 e a IL-1) e menores de anti-inflamatórios (IL-10).

Para estudar o SEC, foram avaiados a expressão de receptores canabinóides CB1 e CB2, bem como de enzimas metabólicas associadas à esse sistema.  DRG aumentou os níveis de CB1 e diminuiu de CB2, mas essas as expressões alteradas foram restauradas pela administração de RSV. A administração do resveratrol também aumentou as concentrações de 2-araquidonoil glicerol e diminuiu as concentrações de anandamida no cólon distal de ratos alimentados com DRG, o que significa que o RSV mantém a integridade da barreira intestinal através da regulação do SEC.

Assim, os autores concluiram que o SEC, particularmente a expressões de CB1 e CB2, parece desempenhar um papel crucial no efeito anti-NASH do RSV pela manutenção da integridade da barreira intestinal e inibição da inflamação intestinal. Dessa maneira, uma vez que o desequilíbrio da SEC, disbiose intestinal, barreira intestinal, bem como inflamação intestinal  encontram-se freqüentemente associados às doenças hepáticas crônicas, e o RSV possui efeito sobre o alivio dessas condições, enfatiza-se o potencial deste componente como estratégia terapêutica para prevenção da EHNA.

Referência:

Chen M et al. Resveratrol attenuates high-fat diet-induced non-alcoholic steatohepatitis by maintaining gut barrier integrity and inhibiting gut inflammation through regulation of the endocannabinoid system. Clin Nutr. 2019 May 30.

Leia também