fbpx

Uso de suplementos orais diminui taxa de readmissão hospitalar

Postado em 29 de abril de 2019 | Autor: Marcella Gava

Estudo observou que intervenção nutricional pode estar associada a uma redução de até 58,8% das readmissões

Estudo conduzido por Mullin avaliou a utilização de suplementos nutricionais orais (SNO) e sua associação com a readmissão hospitalar não planejada em 30 dias de pacientes desnutridos, comparando com as taxas de readmissão de pacientes desnutridos que não realizaram suplementação nutricional oral. Para isso, foi realizado um estudo de coorte retrospectivo com 8713 pacientes clínicos ou cirúrgicos. Foi realizada triagem nutricional e avaliação nutricional, e fatores de risco como perda de peso e diminuição da ingestão oral foram considerados. Características sociodemográficas e clínicas também foram avaliadas.

A taxa de readmissão hospitalar em 30 dias foi de 37,9% e a utilização de SNO entre os pacientes desnutridos foi de 3,1% com média de início após 3 dias de internação. O tempo de internação hospitalar foi significativamente maior em pacientes com SNO em comparação aos pacientes que não receberam SNO (17.12 vs 8.54 dias, respectivamente; p<0.001). A quantia de readmissões hospitalares em 30 dias foi 1,66 no grupo SNO e 1,7 para o grupo não SNO (p=0,862). Pacientes mais velhos (60.8 vs 55.6 anos, P<0.001), homens (p<0,001), e com maior severidade da doença (p<0,001), foram mais propensos a receberem SNO. O IMC não diferiu entre pacientes que receberam ou não SNO (p=0,689). Não houve diferença entre as clínicas nas quais os pacientes foram readmitidos, exceto na clínica psiquiátrica, que teve menos reinternação de pacientes com SNO em relação aos que não receberam SNO (0.4% vs 6.1%, P<0.001).

Porém, após ajuste de variáveis, o uso de SNO foi associado a uma redução na reinternação hospitalar em 30 dias de 38,8% em pacientes em geral (p=0,017), 46,1% em pacientes oncológicos (p<0,001) e 58,8% em pacientes de UTI (p=0,239). Uma redução de 50% no tempo de início de SNO foi associado a uma redução de 10,2% no tempo de internação hospitalar em geral e de 16,6% em pacientes de UTI (p<0,01 para ambos).

Assim, os pesquisadores encontraram que a administração de SNO em pacientes desnutridos hospitalizados foi associada a uma menor taxa de readmissão hospitalar em 30 dias. Além disso, um menor intervalo entre a admissão hospitalar e a iniciação do SNO foi associado a um menor tempo de internação hospitalar. Os dados apontam que a utilização do SNO pode representar diminuição dos custos hospitalares.

Referência:

Mullin GE et al. The Association between Oral Nutritional Supplements and 30-Day Hospital Readmissions of Malnourished Patients at a US Academic Medical Center. J Acad Nutr Diet. 2019 Apr 3.

Leia também