fbpx


Você sabe quais são os principais fatores de risco para a obesidade?

Postado em 26 de novembro de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Faça nosso teste e descubra as doenças e sintomas ligados ao excesso de peso

No Brasil, mais de 75 milhões de pessoas estão acima do peso, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O problema dos quilos extras é que eles podem levar a quadros graves de saúde como a obesidade. A doença, por sua vez, é capaz de acarretar outros malefícios ao organismo, como hipertensão, problemas cardiovasculares e diabetes. Por todos esses motivos, manter-se bem informado – conhecendo os fatores de risco para a obesidade, suas consequências e medidas preventivas – é o primeiro passo para se cuidar. Afinal, o que comemos e o que fazemos pode atrair, ou afastar, esse problema.

Como saber se sou obeso?

Para realizar o diagnóstico de obesidade, os médicos e nutricionistas utilizam o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). Por meio desse valor, é possível classificar o grau de obesidade, que pode ser de leve à mórbida.

Teste: fatores de risco para a obesidade

E você sabe quais são os fatores de risco para a obesidade? E quais doenças também estão relacionadas a ela? Para saber tudo sobre o tema, montamos um teste baseado nas informações da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). Para cada pergunta, clique sobre a opção que considerar correta e confira a resposta. Vamos começar?

Mulher comendo pizza. Um dos fatores de risco para obesidade é a alimentação com excesso de gorduras.

Alimentos gordurosos devem ser evitados para afastar a obesidade | Imagem: Freepik

1. Além do diabetes, da hipertensão e de problemas no coração, a obesidade também pode acarretar:

Se você disse D, acertou. Problemas físicos como artrose, artrite, pedras na vesícula, refluxo esofágico e até mesmo tumores em órgãos responsáveis pela digestão estão relacionados com a obesidade.

2. A apneia do sono pode ser considerada um fator de risco para a obesidade. Essa afirmação é:

Quem respondeu A, verdade, está correto. A apneia do sono, além de fatores pré-existentes como diabetes mellitus tipo 2 e arteriosclerose são indícios de risco em pacientes obesos, e nesses casos, pode ser necessário o uso de medicamentos recomendados por um médico.

3. Para a prevenção contra a obesidade, estas atitudes podem ajudar, exceto:

A opção C é a resposta certa. Prevenir-se contra a obesidade requer a conscientização a respeito de praticar atividades físicas e seguir uma alimentação equilibrada. Por isso, refeições com poucos vegetais e frutas e que tenham excesso de gordura e açúcar devem ser evitadas.

4. A obesidade pode afetar não só a saúde física, como também a mental. Essa afirmação é:

Novamente, é A, verdade. A ciência já comprovou que obesos saem com menos frequência para relacionamentos sociais e romances devido à diminuição da autoestima. A doença também pode interferir no relacionamento sexual graças à redução da testosterona, o que pode levar à redução de libido e a problemas de ereção nos homens. Já em mulheres, existe uma redução dos níveis de hormônio feminino e aumento no nível dos masculinizantes. Por fim, a obesidade também pode levar a sintomas da depressão.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), 2018.

-

Assine nossa newsletter: