fbpx


Suplementos vitamínicos devem ser usados contra a Covid? Nova pesquisa traz a resposta

Postado em 5 de junho de 2021 | Autor: Redação Nutritotal

Estudo apontou que existem variações na proteção entre homens e mulheres

Nos últimos meses, você já deve ter visto nos noticiários e nas redes sociais que a busca por suplementos vitamínicos aumentou por conta da pandemia de Covid-19. Tanto os nutrientes isolados quanto os multivitamínicos começaram a ser consumidos na tentativa de blindar o corpo contra o temido Sars-CoV-2, mas será que eles realmente são eficazes para essa finalidade? Um estudo feito pelo British Medical Journal foi atrás da resposta. Confira a seguir.

Miniatura de carrinho de mercado com pote de suplementos e comprimidos

Imagem: Freepik

Suplementos x Covid: proteção seletiva

Para entender os possíveis efeitos dos suplementos contra o novo coronavírus, os pesquisadores contaram com a ajuda da tecnologia. Eles avaliaram um aplicativo onde os usuários repassavam informações autorreferidas relacionadas à doença. A análise englobou o período de três meses e avaliou usuários do Reino Unido, Estados Unidos e Suécia.

E olha só que curioso: ao final da análise, os cientistas observaram que os indivíduos que tomaram probióticos, ácidos graxos como ômega 3, multivitaminas ou vitamina D tiveram um risco menor de infecção por Sars-CoV-2.

Em contrapartida, nenhum efeito foi observado para aqueles que tomaram suplementos de vitamina C, zinco ou alho.

Além disso, houve diferenças entre pessoas de diferentes sexos, idade e índice de massa corporal (IMC). As mulheres de todas as idades e de todos os grupos de IMC tiveram uma maior proteção se comparado a todos os homens que participaram do estudo.

Mas embora os resultados possam soar animadores, vale lembrar que probióticos e suplementos não devem ser inseridos na dieta por conta própria. A atitude é arriscada porque, em excesso, essas substâncias podem causar o efeito contrário, prejudicando a saúde. Converse com o seu nutricionista e não abra mão de uma alimentação saudável e das medidas já conhecidas de proteção contra o novo coronavírus, como o uso correto de máscaras, evitar aglomerações e higienizar as mãos e os alimentos. E se já chegou a sua vez na fila da vacina, não deixe de se imunizar, hein? Cuide-se!

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Panayotis L. et al. Modest effects of dietary supplements during the COVID-19 pandemic: insights from 445 850 users of the COVID-19 Symptom Study app. BMJ, 2021.

-

Assine nossa newsletter: