Alimentação inadequada está associada a morte por doença cardiometabólica

Postado em 31 de março de 2017 | Autor: Alweyd Tesser

 

Segundo estudo publicado no Journal of the American Medical Association, uma alimentação “pobre”pode ser a responsável por provocar mortes nos Estados Unidos devido adoença cardíaca, acidente vascular cerebral e diabetes.

frutas e verduras formando um coração

Os pesquisadores utilizaram modelos comparativos deavaliação de risco, alavancando múltiplas fontes de dados, incluindo dadosrepresentativos nacionais sobre demografia, hábitos alimentares e mortalidade,para estimar o número e a fração de mortes por DC (doença cardiometabólica) nosEstados Unidos relacionadas à dieta inadequada.

De acordo com os resultados, 318.656 (45,4%) dos 702.308óbitos por DC nos Estados Unidos em 2012 estavam associados a fatoresalimentares como: excesso de ingestão de sódio (9,5%), baixa ingestão de nozes/sementes(8,5%), alta ingestão de carnes processadas (8,2%), baixo teor de ácidos graxosômega-3 (7,8%), baixa ingestão de hortaliças (7,6%) e frutas (7,5%), consumo debebidas com alto teor de açúcares (7,4%), baixa ingestão de grãos integrais(5,9%) e gorduras poli-insaturadas (2,3%), além de alta ingestão de carnesvermelhas não processadas (0,4%).

Uma maior fração da mortalidade por alimentação inadequadafoi observada entre os homens em comparação com as mulheres, entre negros e hispânicosem comparação com brancos e entre os adultos com baixa escolaridade emcomparação com aqueles com ensino superior.

“Nossas descobertas sugerem que quase metade detodas as mortes por doenças cardíacas, acidente vascular cerebral e diabetes nãoforam causadas apenas pela ingestão de alimentos “ruins”, mas principalmente pelobaixo consumo de alimentos saudáveis, o que deve ser enfatizado como umaimportante mensagem para o público, governos, cientistas e indústria”, concluemos autores.

 

Referência

Micha R,
Peñalvo JL, Cudhea F, Imamura F, Rehm CD, Mozaffarian D. Association Between
Dietary Factors and Mortality From Heart Disease, Stroke, and Type 2 Diabetes
in the United States. JAMA. 2017;317(9):912-924.

 

Cadastre-se e receba nossa newsletter