>


Efeitos do chá verde no pós-operatório de câncer gástrico

Postado em 16 de dezembro de 2021

O estudo foi realizado com 80 pacientes submetidos à gastrectomia subtotal robótica ou laparoscópica

Chá verde e pós-cirúrgico

O câncer gástrico é um dos tumores mais comum e com maior taxa de mortalidade no mundo, sendo a ressecção cirúrgica um dos tratamentos mais recomendados.

No entanto, devido ao estado fisiológico e nutricional do paciente no pré e pós-operatório, torna esse procedimento de alto risco e elevado índice de complicações, sendo necessários novos métodos que visam otimizar essa recuperação pós cirúrgica.

Alguns estudos antecedentes que utilizaram o protocolo ERAS (Protocolos de recuperação aprimorada após cirurgia) mostraram que a ingestão precoce de certos alimentos, como o café, poderia melhorar e estimular a atividade intestinal, devido à cafeína presente.

A cafeína é um componente, presente no café e no chá verde com excelentes propriedades antioxidante, anti-inflamatória, hipocolesterolêmica, antiarteriosclerótica e antibacteriana, o que auxiliaria na recuperação desses indivíduos.

E para entender melhor essa relação, um estudo recente avaliou se o consumo do chá verde chinês aceleraria a recuperação de pacientes após gastrectomia distal subtotal.

O estudo

Foram selecionados 80 pacientes em idade entre 18 a 75 anos, submetidos à gastrectomia subtotal robótica ou laparoscópica, divididos aleatoriamente em 2 grupos (40 em cada), no qual um grupo recebeu 1500 ml de chá verde do pós-operatório até a alta hospitalar e o outro (grupo placebo) fez ingestão da mesma quantidade, mas de água potável.

Além disso, os pacientes seguiram o protocolo ERAS de ingestão de alimentos, em que foram avaliados e classificados os resultados primários e secundários a partir da classificação de Clavien-Dindo, como podemos ver abaixo:

  • Resultado primário: avaliou-se a recuperação da função gastrointestinal, observando o tempo de evacuação e a tolerância dos alimentos sólidos.
  • Resultados Secundários: avaliou-se as complicações pós-operatórias, como presença de sintomas, dor pós-operatória, tempo de internação e fadiga.

Resultados

Foi observado que os pacientes do grupo da ingestão de chá verde demostraram um tempo significativamente menor para a recuperação das funções gastrointestinal e tiveram uma melhor tolerância a alimentos sólidos comparados ao grupo placebo.

Além disso, o grupo chá verde, teve um tempo de internação menor que o grupo placebo, mas não foram notadas diferenças nas taxas de complicações, entre os grupos.

Chá verde no pós-operatório

Com os resultados, os pesquisadores concluíram que a ingestão do chá verde no pós-operatório, foi uma intervenção segura que otimizou a recuperação dos pacientes, podendo ser considerado um método adicional do protocolo ERAS, devido a sua propriedade anti-inflamatória.

Veja também: Efeito da Erva-mate e do Chá verde sobre perda de peso, parâmetros metabólicos e marcadores inflamatórios

Chá verde pós-operatório

Referência

Liu, D., Jing, X., Cao, S. et al. Impact of drinking Chinese green tea on postoperative short outcomes for gastric cancer: a randomized controlled trial. Eur J Clin Nutr 75, 1568–1577 (2021).

Cadastre-se e receba nossa newsletter