>


Espessura do músculo adutor do polegar pode predizer mortalidade de pacientes com câncer

Postado em 2 de abril de 2018 | Autor: Marcella Gava Brandolis

Aespessura do músculo adutor do polegar (EMAP) parece ser uma importante medidaobjetiva, rápida, de baixo custo e não invasiva para avaliar o compartimentomuscular. Essa medida pode ser útil na detecção precoce da desnutrição, queatinge entre 40 e 80% dos pacientes com câncer.

Poziomycke colaboradores compararam a avaliação da EMAP com outros métodos de avaliaçãonutricional e correlacionaram esses métodos com a mortalidade pós-operatória em44 pacientes, homens e mulheres, de 34 a 83 anos que foram submetidos agastrectomia parcial ou total por câncer gástrico. Estes pacientes foramavaliados no pré-operatório através da Avaliação Subjetiva Global ProduzidaPelo Paciente (ASG-PPP), antropometria, incluindo peso atual, porcentagem deperda de peso (% WL); índice de massa corporal (IMC), circunferência do braço (CB),circunferência muscular do braço (CMB), prega cutânea tricipital (PCT), espessurado músculo adutor do polegar (EMAP) e medidas laboratoriais da albumina econtagem total de linfócitos (CTL).

Amedida de EMAP foi o melhor preditor de mortalidade (p<0,001) e secorrelacionou significativamente com ASG-PPP (p=0,007) e com albumina sérica(p=0,039), indicando que quanto maior a EMAP, maiores são as concentrações séricasde albumina. A média de EMAP em pacientes que morreram foi significativamentemenor que a medida dos que não morreram (p<0,05).

Os autores concluíram que a medidade EMAP permitiu claramente determinar a desnutrição e prever o risco de mortalidadeem pacientes com câncer gástrico.

 

Referência:

Poziomyck, AK
et al. Espessura do músculo adutor do
polegar e predição de mortalidade pós-operatória em pacientes com câncer
gástrico.
ABCD, arq. bras. cir. dig. 2018, vol.31, n.1, e1340.
Epub Mar 01, 2018.

 

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter