>


Gordura dietética, mas não proteína ou carboidratos, regula a ingestão de energia e causa adiposidade

Postado em 17 de julho de 2018 | Autor: Ana Carolina Vicedomini

A obesidade é um problema de saúde pública. Suacausa esta relacionada, entre muitos fatores, ao consumo alimentar que desempenhaum papel importante na capacidade de regulação de peso corporal.

Durante muito tempo acreditou-se que o fator maisimportante para ganho de peso fosse o teor de gordura das dietas, mas pesquisassurgiram sugerindo que o foco na gordura era equivocado, e que o principalfator responsável pela obesidade era a ingestão de carboidratos. Novos estudossugerem, ainda,  que a baixa ingestão de proteínapoderia estimular o consumo excessivo de calorias e impulsionar a obesidade.

Para avaliar qual dieta de fato tem o potencial decausar a obesidade, pesquisadores escoceses realizaram estudo com camundongosdurante 3 meses e ofertaram 29 dietas diferentes que variaram de 8,3% a 80% degordura, 10% a 80% de carboidratos, 5% a 30% de proteína e 5% a 30% de sacarosee avaliaram a composição corporal de cada rato utilizando uma micro máquina de ressonância magnética.

Das dietas avaliadas, somente a com alto teor degordura foi associada ao aumento de adiposidade corporal e ganho de peso doscamundongos. O consumo de carboidratos não apresentou efeito significativo noganho de peso e a combinação de carboidratos e gorduras não foi determinantepara ganho de peso. Não houve evidência de que a baixa concetração de proteínada dieta (abaixo de 5% do total de calorias) estimulasse uma maior ingestãoalimentar.

Este aumento associado ao consumo de gordura foirelacionado ao aumento da expressão gênica nos receptores 5-HT e estimulação davias de sinalização de dopamina e opióide no hipotálamo, estimulando os centrosde recompensa cerebrais e causando maior ingestão de calorias.

 

Referência:

Hu, S., Wang, L., Yang, D., Li, L., Togo, J.,
Wu, Y., Speakman, JR (2018). Dietary
Fat, but Not Protein or Carbohydrate, Regulates Energy Intake and Causes
Adiposity in Mice. 
Cell Metabolism, (0). https://doi.org/10.1016/j.cmet.2018.06.010

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter