>


Suplementação de Micronutrientes em Geriatria

Postado em 21 de novembro de 2022

As alterações fisiológicas do idoso e aquelas causadas pela cirurgia bariátrica aumentam as necessidades nutricionais desse público

Nos últimos anos, houve um aumento substancial da população idosa, despertando em nós, profissionais da saúde, dúvidas sobre como cuidar dessa população. Por exemplo, será que a suplementação de micronutrientes em geriatria deve ser igual a feita para adultos?

Já discutimos aqui a características da suplementação em todas as fazes da vida, mas como profissionais da saúde, é essencial que se entenda as características dos idosos, para que se promova a qualidade de vida dessa população que cresce a cada ano.

O processo de envelhecimento é caracterizado por inúmeras alterações físicas, sociais, fisiológicas e cognitivas que ocorrem no corpo humano ao longo da vida. Quando este processo multidimensional não ocorre com cuidado, pode acarretar em diversas consequências negativas para a saúde e o estilo de vida da população geriátrica.

Dentre as alterações fisiológicas que acontecem no envelhecimento, o declínio da ingestão alimentar é um exemplo. Esse declínio resulta em diversas deficiências nutricionais que aumentam o risco para doenças crônicas e deterioração da saúde, principalmente desnutrição, fragilidade, osteoporose e sarcopenia.

Neste e-book elaborado pela equipe Nutritotal PRO, em parceria com o grupo Bariatric Fusion, discutimos as alterações fisiológicas do idoso e buscamos contemplar a suplementação em geriatria, de modo a embasar a conduta profissional de médicos, nutricionistas e demais profissionais da saúde que lidam diariamente com este público.

O que você vai encontrar no e-book Suplementação de Micronutrientes em Geriatria:

– Envelhecimento e deficiência nutricional

– Um olhar para cirurgia bariátrica

– Necessidades nutricionais na população idosa

– Suplementação de nutrientes para idosos

BAIXE O E-BOOK CLICANDO AQUI

Reunimos aqui as principais alterações fisiológicas que levam a necessidade de suplementação de micronutrientes, além das recomendações de DRI para as principais vitaminas e minerais envolvidos no processo de envelhecimento: vitaminas do complexo B, vitamina D, cálcio, ferro e zinco.

Afinal, a deficiência nutricional na população geriátrica é uma realidade. Como consequência, o declínio do estado de saúde se torna frequente, contribuindo para um maior aparecimento de doenças crônicas e outras complicações.

Portanto, é fundamental que os profissionais de saúde estejam cada vez mais preparados para cuidar dessa população e promover um envelhecimento com autonomia e qualidade de vida, em quaisquer situações.

Referências

Dietary Supplements for Older Adults. National Institute on Aging, 2021.

CIOBÂRCĂ, Daniela et al. Bariatric surgery in obesity: effects on gut microbiota and micronutrient status. Nutrients, v. 12, n. 1, p. 235, 2020.

KAUR, Damanpreet et al. Nutritional interventions for elderly and considerations for the development of geriatric foods. Current aging science, v. 12, n. 1, p. 15-27, 2019.

PADOVANI, Renata Maria et al. Dietary reference intakes: aplicabilidade das tabelas em estudos nutricionais. Revista de Nutrição, v. 19, p. 741-760, 2006.

SUSMALLIAN, Sergio et al. Bariatric surgery in older adults: should there be an age limit?. Medicine, v. 98, n. 3, 2019.

WONG, C. W. Vitamin B12 deficiency in the elderly: is it worth screening? Hong Kong Med J, v. 21, n. 2, p. 155-64, 2015.

Parceria:

 

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter