Nutrição enteral versus parenteral na pancreatite aguda grave

Postado em 20 de novembro de 2017 | Autor: Marcella Gava Brandolis

Nas pancreatites severas amortalidade pode chegar a 30-40% dos casos. meta-analise recente identificouque quando comparada a nutrição parenteral, a nutrição enteral reduziu amortalidade, complicações infecciosas, intervenções cirúrgicas e falência orgânicade Pacientes e com pancreatite . No entanto, este estudo não avaliou desfechosem pacientes críticos separadamente. Assim sendo, Yao e colaboradoresrealizaram a presente meta-analise para avaliar os efeitos da nutrição enteralcomparada a nutrição parenteral em pacientes críticos com pancreatite severa.

Para isso, foram selecionadosestudos randomizados controlados relevantes que compararam nutrição enteral eparenteral em pacientes internados em UTI. Para avaliar a qualidade dos estudosselecionados foi aplicado o critério metodológico do “Livro Cochrane paraRevisões Sistemáticas de Intervenções”.

Dos 690 artigos encontrados foramelegíveis 5 estudos (348 pacientes). Após análise estatística dos estudos, foiencontrada diferença significativa na mortalidade entre os grupos com nutriçãoenteral e parenteral (RR=0,36 , p=0,001). As análises também mostraram que anutrição enteral reduziu a frequência de falência múltipla de órgão (RR=0,39 ,p=0,003). Não foram encontrados vieses significativos nas publicações.

Diversos estudos corroboram que anutrição enteral é benéfica em manter a imunidade intestinal e reduzir aatrofia da mucosa intestinal, o que leva à melhora da função da barreira intestinal,melhorando os resultados clínicos em pacientes críticos com pancreatite agudagrave que recebem dieta enteral.

A partir desta meta-análise osautores concluiram que a nutrição enteral pode ajudar a reduzir a mortalidade ea taxa de falência múltipla de órgãos, e deve ser recomendada como terapia nutricionalpreferencial para pacientes críticos com pancreatite aguda grave.

 

Referência:

Yao H,
He C,
Deng L,
Liao G.
Enteral versus parenteral nutrition in critically ill patients with
severe pancreatitis: a meta-analysis
. Eur J Clin Nutr. 2017 Sep
13.

 

Leia também