fbpx

O que são proteínas de alto valor biológico e onde encontra-las?

Postado em 22 de abril de 2019 | Autor: Natália Lopes

Essa informação está relacionada a concentração de aminoácidos e digestibilidade

Primeiramente, é necessário entender que o valor biológico de uma proteína corresponde a proporção de nitrogênio absorvido que é retido pelo organismo para manutenção e crescimento celular. Esse valor biológico é determinado pela presença de aminoácidos essenciais, ou seja, pela presença de leucina, isoleucina, valina, lisina, metionina, triptofano, fenilalanina, treonina e histidina.

Assim, são consideradas proteínas de alto valor biológico aquelas que apresentam uma combinação de aminoácidos essenciais mais próxima da combinação presente em tecidos humanos.

A avaliação mais aceita do valor biológico da proteína considera sua digestibilidade (Protein Digestibility-corrected amino acid scorePDCAA), mas podemos, também, usar fórmula que considera o total de proteína ingerida na dieta e excretada através da urina e das fezes:

Valor biológico =     Nitrogênio retido (NR)    .
Nitrogênio Absorvido (NA)

Onde: NR = (Nitrogênio da dieta) – (Nitrogênio urinário + fecal)
NA = (Nitrogênio da dieta) – (Nitrogênio fecal)

Pelo perfil de aminoácidos essenciais e digestibilidade, as proteínas de origem animal, como carnes, aves, leites e derivados, são classificadas como proteínas de alto valor biológico.

Referências:

Lancha Junior, AH; Lancha, LOP. Nutrição e metabolismo: aplicado à atividade motora. 2ed. São Paulo: Editora Atheneu, 2012.

Palermo, JR. Bioquímica da Nutrição. 2ed. São Paulo: Editora Atheneu, 2014.

Waitzberg, DL. Nutrição Oral, Enteral e Parenteral na prática clínica. 5ed. Rio de Janeiro: Editora Atheneu, 2017.