fbpx


Quais são as principais propriedades nutricionais e aplicações clínicas do gengibre?

Postado em 28 de março de 2013 | Autor: Rita de Cássia Borges de Castro

O gengibre (Zingiber officinale) pertence à família Zingiberaceae. As plantas desta família, em geral, apresentam grandes quantidades de fitoquímicos e no caso específico do gengibre, os compostos responsáveis pela pungência (ardência) são principalmente os gingeróis, considerados os principais compostos bioativos de alimentos dessa espécie. Esses compostos, principalmente o 6-gingerol, são os componentes mais ativos, que se destaca por sua atividade antioxidante.

De maneira geral, os estudos científicos têm demonstrado que o gengibre possui propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, antioxidantes, hipoglicemiantes, hepatoprotetora e hipocolesterolêmica.

Diversos compostos presentes no gengibre possuem atividade antitumorigênicas, principalmente o 6-gingerol, 6-shogaol, 6-paradol e zerumbone. Estudos realizados in vitro e in vivo demonstraram que o gengibre e seus compostos isolados podem ser eficazes no controle do câncer gástrico, coloretal, ovário, fígado e da pele. O gengibre também tem sido considerado efetivo para o tratamento de náuseas e vômitos associados com a quimioterapia e na gestação.

A atividade anti-inflamatória do gengibre tem sido bastante evidenciada nos estudos. Os principais mecanismos são a inibição de ciclooxigenase-2 (COX-2) e lipoxigenase-5, que são moléculas inflamatórias mais envolvidas nos processos de desenvolvimento tumoral e, em particular, do câncer coloretal. Além disso, o gengibre diminui a produção de citocinas pró-inflamatórias como fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa), interleucina (IL)-1, IL-1beta e IL-2, bem como preserva as citocinas anti-inflamatórias como IL-10 e IL-4. Os estudos relatam que, por essas razões, além da propriedade anti-inflamatória, o gengibre possui atividade analgésica, devido à atuação dessas moléculas na dor associada à inflamação.

Leia mais:

Qual o papel dos compostos bioativos dos alimentos na quimioprevenção do câncer?

 

Bibliografia

Baliga MS, Haniadka R, Pereira MM, D’Souza JJ, Pallaty PL, Bhat HP, Popuri S. Update on the chemopreventive effects of ginger and its phytochemicals. Crit Rev Food Sci Nutr. 2011;51(6):499-523.

Butt MS, Sultan MT. Ginger and its health claims: molecular aspects. Crit Rev Food Sci Nutr. 2011;51(5):383-93.

Ryan JL, Heckler CE, Roscoe JA, Dakhil SR, Kirshner J, Flynn PJ, et al. Ginger (Zingiber officinale) reduces acute chemotherapy-induced nausea: a URCC CCOP study of 576 patients. Support Care Cancer. 2012;20(7):1479-89.



Leia também



Assine nossa newsletter: