fbpx


Fitoterapia: o que é e quando utilizar?

Postado em 21 de outubro de 2021 | Autor: Eduarda Rodrigues| Tempo de leitura: 3 min

Para prescrever fórmulas com fitoterápicos é necessário ter título de especialista

Fitoterapia e sua aplicação

A fitoterapia está presente no cotidiano de inúmeras culturas, em diferentes populações, sendo usado desde a antiguidade para tratamento  e prevenção de doenças.

 

Mas o que é Fitoterapia?

O termo fitoterapia é utilizado para se referir a utilização de plantas com características medicinais para o tratamento, prevenção e cuidados paliativos de enfermidades, sendo considerada uma técnica terapêutica.

Assim, todo produto farmacêutico a base de planta, sendo ele em extrato, cápsula, tintura ou pomada com efeito farmacológico é considerado um medicamento fitoterápico.

 

Os fitoterápicos

Os fitoterápicos como são produtos obtidos exclusivamente de matéria prima ativa vegetal, podendo ser encontradas nas seguintes formas:

  • Planta fresca e Seca

Contemplando: chá por decocção, infusão e maceração, sucos e xaropes caseiros, além disso, pode ser utilizado em banhos, gargarejos e inalações.

 

  • Fitoterápico manipulado e Fitoterápico industrializado

Encontrado na forma de pomadas, comprimidos, cremes e géis.

 

Quando utilizar?

Os fitoterápicos podem ser utilizados tanto como parte do tratamento da ansiedade, de problemas gastrointestinais como a gastrite, gripes e resfriados, dores de cabeça e tensão muscular ou como prevenção ajudando na manutenção do sistema inume, por exemplo.

Abaixo podemos ver alguns fitoterápicos e suas funções:

  • Chá verde (Camellia sinensis L): Utilizado no combate ao estresse e cansaço
  • Camomila (Matricaria chamomilla L.): Recomendada no tratamento de insônia, atuando como calmante, anti-inflamatório e analgésico.
  • Capim cidreira (Cymbopogon citratus D.C.): Auxilia no tratamento da ansiedade, insônia e tensões musculares.
  • Alho (Allium sativum L): Serve para gripe, resfriado e outras doenças pulmonares.
  • Frutas cítricas (Citrus sp.): Ajuda na manutenção do sistema imunológico.

Efeitos colaterais dos fitoterápicos

Apesar dos fitoterápicos serem medicamentos com base natural, a dose, o tipo de planta e se há doenças existentes que impactam negativamente na sua otimização devem ser considerados no momento da prescrição, já que fitoterápicos podem trazer efeitos colaterais negativos e causar irritações, intoxicações e até a morte.

Com isso, apenas o profissional habilitado deve avaliar se o fitoterápico irá auxiliar na necessidade de cada paciente, podendo ser prescrito por médicos e nutricionistas habilitados e especializados na categoria

 

Referência

SANITÁRIA, Agência Nacional de Vigilância (org.). Formulário de Fitoterápicos. 2. ed. Brasil: Anvisa, 2021.

SANITÁRIA, Agência Nacional de Vigilância (org.). Farmacopeia Brasileira. 6. Ed. Brasil: ANVISA, 2019.

Cartilha São Camilo. Fitoterápicos. Farmácia Escola São Camilo

Cadastre-se e receba nossa newsletter