fbpx

Suplementação de vitamina D com ou sem cálcio previne risco de fraturas?

Postado em 3 de fevereiro de 2020 | Autor: Ana Paula Prudêncio

Estudos investigam o efeito da suplementação de vitamina D e cálcio na prevenção de fraturas ósseas

cálcio, vitamina D e osteoporose

A vitamina D possui papel importante no metabolismo ósseo devido a sua ação no aumento da absorção de cálcio pelo intestino delgado, bem como por induzir a diferenciação de células estromais em osteoblastos. O cálcio, por sua vez, compõe a fase inorgânica do tecido ósseo, promovendo resistência ao tecido.

Visto à importância da vitamina D e do cálcio no metabolismo ósseo, muitos estudos investigam o efeito da suplementação destes nutrientes na prevenção de fraturas ósseas. Dessa forma, a combinação de 800 UI de vitamina D e 1200 mg de cálcio diária tem sido recomendada para a prevenção de fraturas em idosos institucionalizados e nos indivíduos com baixas concentrações séricas de vitamina D.

Neste contexto, uma recente meta análise publicada no JAMA avaliou estudos longitudinais e ensaios clínicos randomizados a fim de verificar o efeito da vitamina D com ou sem cálcio na redução de riscos de fraturas. Apenas a suplementação diária de vitamina D (400 UI ou 800 UI) associada ao cálcio (800 mg ou 1200 mg) foi associada à redução significativa no risco de fratura de quadril. A suplementação individual de vitamina D, que variou entre 400UI/800UI diários e 150.000UI a cada 3 meses, não apresentou o mesmo efeito protetor.

No entanto, os autores dessa meta análise relatam alto risco de viés em 82% e 83% dos estudos clínicos que avaliaram o efeito individual de vitamina D e o efeito combinado de vitamina D e cálcio, respectivamente. Sendo assim, os estudiosos enfatizam a importância da condução de novos ensaios clínicos randomizados bem delineados para comprovar a eficácia e segurança da suplementação de vitamina D e de cálcio visando a prevenção de fraturas.

Faz-se necessário a cautela na utilização da suplementação de vitamina D com ou sem cálcio para a prevenção de fraturas. É importante avaliar individualmente o caso – dosagem sérica de vitamina D e de cálcio ionizável, consumo alimentar de cálcio, exposição solar diária, idade, presença de osteopenia/osteoporose – a fim de determinar a necessidade de suplementação destes nutrientes.

Referência:

LIPS, P.; BILEZIKIAN, J. P.; BOUILLON, R. Vitamin D: Giveth to Those Who Needeth Journal of Bone and Mineral Research, v 4, n 1, 2020.

PANG, Y et al. Vitamin D and Calcium for the Prevention of Fracture A Systematic Review and Meta-analysis. JAMA Network Open, v. 2, n 11, p.1-14, 2019.

Leia também