fbpx


A alimentação dos pais influencia a alimentação dos filhos

Postado em 15 de agosto de 2018 | Autor: Marcella Gava

Vepsäläinen e sua equipeinvestigaram a semelhança dietética entre pais e filhos, estabelecendo sefatores sociodemográficos ou refeições familiares estavam associados à essa semelhançadietética e se ela era dependente dos dados que os pais forneciam. Para isso, foramanalisados os comportamentos relacionados ao balanço energético de 798 criançasentre 3 e 6 anos de idade. Questionário de frequência alimentar desenvolvidopelo próprio grupo – DAGIS, e  questionário sociodemografico eram enviadosaos pais das crianças participantes da pesquisa para responderem sobre aalimentação de seus filhos.

Para a maioria das crianças (659)foi possível calcular a semelhança alimentar entre a mãe e o pai. A alimentaçãodo filho se assemelhou mais a da mãe que a do pai (0.57 versus 0.50,respectivamente). No entanto, um dos vieses encontrados na pesquisa foi que aalimentação da criança se assemelhava a alimentação de quem respondia o questionário.A alimentação dos pais e das crianças se assemelhavam quanto a ingestão defrutas, doces, mingau de chocolate, leite desnatado e creme azedo, batata fritae pipoca. Entretanto, eram diferentes em relação a ingestão de sucos de frutasaçucarados, leite saborizado e adoçado e sucos a base de plantas. As mães erammais jovem e possuíam maior escolaridade que os pais. A  idade média das crianças foi 4.75 anos, aquantidade de meninos e meninas foi semelhante, e a maioria das crianças queparticiparam do estudo morava com outra criança na casa.

Assim sendo, os autoresconcluíram que a semelhança entre o consumo alimentar dos pais e das crianças éforte, sendo semelhante aos hábitos alimentares entre estes e transmitidos depais para filhos.

 

Referência:

Vepsäläinen H
et al.  Like parent, like child? Dietary resemblance in families.
Int J Behav
Nutr Phys Act.
 
2018 Jul 3;15(1):62.

 

Cadastre-se e receba nossa newsletter