fbpx


Como obter probióticos da alimentação?

Postado em 21 de junho de 2021 | Autor: Eduarda Rodrigues | Tempo de leitura: 3 min

Probióticos podem ser encontrados em bebidas, iogurtes e suplementos em pó

Em nosso trato gastrointestinal, existe uma gama de microrganismos que exercem um papel fundamental para a homeostase da microbiota intestinal, caracterizando um ambiente rico em nutrientes. O equilíbrio da microbiota intestinal é garantido pelo consumo de probióticos, seres com baixa patogenicidade que quando consumidos em doses certas  tem uma função benéfica ao organismo de seres vivos.

Nos últimos anos esses microrganismos têm sido alvo de inúmeros estudos, pois pesquisadores os apontam como auxiliadores na prevenção de doenças como câncer e diabetes mellitus, além de apresentarem um papel importante na regulação da resposta imune.

Mas fica a pergunta, como podemos obter esses probióticos através da alimentação?

Os probióticos já são utilizados há muito tempo na alimentação. Em 1907, a Teoria de Metchnikoff (Teoria da Longevidade) mostrou a importância dos lactobacilos para a saúde do homem e desde lá novas pesquisas foram realizadas e mostraram que além dos lactobacilos, algumas bactérias e leveduras  como, Streptococcus, Enterococcus e Saccharomyces e as Bifidobacterium, exercem inúmeros benéficos a microbiota intestinal e saúde. Com isso, encontramos atualmente produtos contendo probióticos em todo o mercado mundial, já que a sua incorporação ao produto não altera o sabor, nem a textura, tornando  fácil a sua implantação e tendo uma boa aceitabilidade dos consumidores.

No mercado, os países asiáticos são os que mais utilizam esses produtos, conferindo uma enorme variedade de alimentos, como por exemplo a  Kombucha e o Kimchi. Já no Brasil, apesar de não ter a mesma diversidade de produtos, probióticos são encontrados na composição de sucos de frutas, em especial os fermentados com soja, os iogurtes, leites fermentados, queijos e suplementos em pó.

Então podemos dizer que hoje em dia, com o avanço das pesquisas sobre os benefícios de se consumir os probióticos, tem-se uma enorme variedade de alimentos contendo esses microrganismos, facilitando a sua aquisição e incorporação na dieta.

Referências

Metchnikoff E. The prolongation of life. New York: Put nam’s son, 1908.

Pochapin M. The effect of probiotics on Clostridium difficile diarrhea. Am J Gastroenterol. 2000 Jan;95(1 Suppl):S11-3. doi: 10.1016/s0002-9270(99)00809-6. PMID: 10634221.
Isolauri E, Majamaa H, Arvola T, Rantala I, Virtanen E, Arvilommi H. Lactobacillus casei strain GG reverses increased intestinal permeability induced by cow milk in suckling rats. Gastroenterology. 1993 Dec;105(6):1643-50. doi: 10.1016/0016-5085(93)91059-q. PMID: 8253341.
Ishibashi N, Yamazaki S. Probiotics and safety. Am J Clin Nutr. 2001 Feb;73(2 Suppl):465S-470S. doi: 10.1093/ajcn/73.2.465s. PMID: 11157359.

Reid G. The Scientific Basis for Probiotic Strains of Lactobacillus. Applied an Environmental Microbiology. 1999;65:3763-3766.

Saad SMI. Probióticos e prebióticos: o estado da arte. Rev. Bras. Cienc. Farm. 2006;42(1):1-16.

Moore WE, Holdeman LV. Human fecal flora: the normal flora of 20 Japanese-Hawaiians. Appl Microbiol. 1974;4:27:961-79..

Vinderola CG, Prosello W, Ghiberto TD, Reinheimer JA. Viability of probiotic (Bifidobacterium, Lactobacillus acidophilus and Lactobacillus casei) and nonprobiotic microflora in Argentinian Fresco cheese. J Dairy Sci. 2000 Sep;83(9):1905-11. doi: 10.3168/jds.s0022-0302(00)75065-x. PMID: 11003217.

Saxelin M, Pessi T, Salminen S. Fecal recovery following oral administration of Lactobacillus strain GG (ATCC 53103) in gelatine capsules to healthy volunteers. Int J Food Microbiol. 1995;25(2):199-203.

Yan F, Polk DB. Probiotics and Probiotic-Derived Functional Factors-Mechanistic Insights Into Applications for Intestinal Homeostasis. Front Immunol. 2020;11:1428. Published 2020 Jul 3.

MIRANDA , B. L, Et. al. Effect of probiotics on the prevention and treatment of cancer and Diabetes mellitus. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 5, p. e41910514932, 2021.

Zawistowska-Rojek A, Tyski S. Are Probiotic Really Safe for Humans ?. Pol J Microbiol . 2018; 67 (3): 251-258. doi: 10.21307 / pjm-2018-044

Assine nossa newsletter: