fbpx

Consumo de Lácteos Reduz o Risco de Doenças Cardiometabólicas

Postado em 12 de novembro de 2018 | Autor: Michelle Barone

Revisão sistemática e matanálise teve como objetivo discutir a associação entre consumo de leite e derivados e  risco para doenças cardiometabólicas. Foram incluídos estudos prospectivos que avaliaram a relação entre consumo de leite,leites fermentados, queijos, iogurtes com Diabetes Mellitus tipo 2 (DM), Doença arterial coronariana (DAC), e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Associação com Diabetes Mellitus

Foram observadas relações neutras ou inversas entre consumo de produtos lácteos e a doença, sendo a mais impactante a relação inversa entre consumo de iogurtes e incidência de DM (RR =0,86, p <0,001 – 80g/dia versus 0g/dia). Não foram observadas relações significativas entre consumo de laticínios integrais, leite e laticínios fermentados e DM. Resultados controversos foram encontrados sobre o consumo de queijos.

Consumo de laticínios (200g/dia)foi associado a uma redução de 3% no risco de diabetes, e de laticínios com baixo teor de gordura foi associado a uma redução de 4%.

Associação com Doença arterial coronariana

Não foram encontradas associaçõe sentre consumo total de laticínios, consumo de leite e DAC.

Associação com Acidente Vascular Cerebral

Ingestão diária de 200g de leite foi associada a um risco 8% menor de AVC (RR: 0,92 – RR: 0,82 para leste asiático e 0,98 para países ocidentais)

Compilando todos os dados os autores concluíram que existem associações neutras ou benéficas entre produtoslácteos específicos e risco de DM, DAC e AVC. Metanálises mais recentes mostraram que maior consumo de leite foi inversamente associado ao risco AVC,mas não a risco de DAC E DM. Pesquisas futuras devem considerar mais cuidadosamente os fatores de confusão, como concentração de gordura e açúcares nos produtos lácteos.

 

Referência:

Soedamah-Muthu Sabita S., de
Goede Janette de Goede. Dairy Consumption and
Cardiometabolic Diseases: Systematic Review and Updated Meta-Analyses of
Prospective Cohort Studies.
Current Nutrition Reports. 2018 Nov

 

Leia também