Dieta low carb está associada a aumento de mortalidade

Postado em 20 de maio de 2019 | Autor: Marcella Gava

Veja a relação entre dietas pobres em carboidratos e risco de mortalidade geral e por doenças cardiovasculares, cerebrovasculares e câncer

Estudo avaliou a ligação entre dietas baixas em carboidratos (DBC) e mortalidade geral e por causa específica utilizando informações individuais e estudos prospectivos agrupados realizados com participantes maiores de 20 anos que preencheram registro alimentar de 24 horas durante dois dias e que foram acompanhados durante 12 anos.

A partir do estudo NHANES, 24.852 participantes com idade média de 47,6 anos foram incluídos na análise. Durante o período de acompanhamento de 144 meses, foram registradas 3432 mortes, sendo 827 por câncer, 709 por doença coronariana e 228 por doença cerebrovascular. Ao distribuir a quantidade de calorias por tipo de nutriente, o último quartil de DBC (Q4), ou seja, os que ingeriam menos carboidratos na dieta, tiveram maior risco de mortalidade geral (RR=1.42, P<0.001). Mesmo após ajuste de variáveis adicionais, manteve-se uma associação positiva entre DBC e mortalidade geral, sendo que participantes no Q4 tiveram 32% mais risco de mortalidade geral. Também foi encontrada uma associação positiva entre mortalidade por doenças cardiovascular e cerebrovascular conforme aumento dos quartis, mesmo após ajuste de variáveis (P<0.001), onde os participantes do Q4 tiveram risco 50% e 51% maiores de risco de mortalidade cardiovascular e cerebrovascular em comparação ao Q1. Uma associação positiva significativa também foi encontrada entre DBC e risco aumentado de mortalidade por câncer (52%), mesmo quando ajustado às variáveis (36%). O risco aumentado de mortalidade geral e específica também se mostrou positivo e significante em relação a razão baixo carboidrato/alta proteína nas dietas (P<0.001). Os autores também analisaram a relação entre mortalidade geral e DBC em indivíduos obesos (IMC≥30kg/m²) e não obesos (IMC<30kg/m²), demonstrando que essa associação foi maior em indivíduos não obesos que em obesos.

Em conclusão, os autores destacaram uma associação desfavorável de DBC com mortalidade geral e por causa específica. Dado esse fato, sugerem cautela na prescrição desse padrão alimentar e priorização de padrões alimentares associados a perda de peso e benefícios à saude a curto prazo e longo prazo (como dietas com pouca gordura, com fibra abundante)

Referência:

Mazidi M, et al. Lower carbohydrate diets and all-cause and cause-specific mortality: a population-based cohort study and pooling of prospective studies. Eur Heart J. 2019 Apr 19.

Leia também