fbpx


Dieta Mediterrânea melhora desempenho escolar em adolescentes

Postado em 22 de janeiro de 2021 | Autor: Marcella Gava

dieta mediterrânea é fonte de ômega-3, vitaminas e minerais

A adolescência é um período importante para o desenvolvimento neurológico, com estabelecimento de hábitos que podem afetar a saúde física, mental e cognitiva imediatamente e até a vida adulta. Com isso, um estudo conduzido por Tapia-Serrano, avaliou a associação entre a dieta Mediterrânea (MeD) e desempenho escolar, além de analisar a relação do IMC com essa associação.

Assim, foi realizado um estudo com adolescentes entre 12 e 14 anos de idade, que responderam um questionário para avaliar o consumo alimentar referente a dieta mediterrânea (Índice de Qualidade de Dieta Mediterrânea – IQDM). A avaliação de desempenho escolar foi através dos registros escolares das disciplinas de linguagem, matemática e inglês e a média das notas (MN).

Fizeram parte do estudo 1290 adolescentes com idade média de 13 anos, sendo 714 meninos e 576 meninas. Os autores encontraram uma associação positiva entre adesão a uma MeD e todos os indicadores escolares, mesmo após ajuste de variáveis (p<0,001). Além disso, o grupo com boa adesão a MeD apresentou escores significativamente maiores de todos os indicadores escolares em comparação com o grupo que teve uma adesão pobre/média à MeD (p<0,01). Não foi encontrada associação entre o IMC e adesão a MeD em relação aos indicadores escolares, mesmo para adolescentes com peso normal ou com sobrepeso/obesidade.

Dessa maneira, os autores concluíram que a adesão a uma dieta Mediterrânea pode apresentar uma associação positiva na performance escolar de adolescentes, independente do IMC destes.

Referência

Tapia-Serrano MA et al. Adherence to the Mediterranean diet and academic performance in adolescents: Does BMI status moderate this association? Clin Nutrition, Jan 11, 2021.

Cadastre-se e receba nossa newsletter