fbpx


Dieta Pró-inflamatória Aumenta o Risco de Transtornos Mentais

Postado em 23 de outubro de 2018 | Autor: Michelle Barone

Considerando a associação possível entre dieta, inflamação e desordens mentais, estudo conduzido por Phillips e colaboradores teve como objetivo avaliar associações entre o potencial inflamatório da dieta e sintomas depressivos, ansiedade e bem-estar psicológico em uma amostra transversal de homens e mulheres.

Para isso, 2047 pacientes entre  50 e 69 anos foram selecionados. Amostras de sangue foram colhidas para avaliação de glicose plasmática, TNF-α, e IL-6 . Os participantes preencheram o Questionário de Saúde Geral (QSG), Questionário de Frequência Alimentar (QFA), e International Physical  Activity Questionnaire (IPQ). Sintomas depressivos, bem-estar e ansiedade também foram avaliados por questionários diversos. O Índice Inflamatório da Dieta foi calculado a partir de informações de banco de dados e cálculos específicos,sendo avaliados parâmetros para ingestão de carboidrato, proteína, gordura, álcool, fibra, colesterol, gordura saturada, gordura mono-insaturada, gordura poli-insaturada, niacina, tiamina, riboflavina, vitamina B12, vitamina B6, ferro, magnésio, zinco, selênio, vitamina A, vitamina C, vitamina D, vitamina E, ácido fólico, cebola, alho e chá.

Análises de regressão logística revelaram que maior Índice Inflamatório da Dieta ajustado ao consumo de energia (IID-E), que reflete uma dieta mais pró-inflamatória, foi associado ao maior risco de sintomas depressivos (OR 1,70, p = 0,001) e ansiedade (OR 1,60, p =0,006) e menor probabilidade de bem-estar (OR 0,62, p = 0,001), comparando o maior ao menor tercil de IID-E, ajustado para idade e sexo. Entretanto, quando o histórico de depressão e uso de antidepressivos foram incluídos como variáveis, apenas a associação entre IID-E e sintomas depressivos persistiu. Nas análises estratificadas por gênero, as associações foram observadas apenas em mulheres.

Os resultados reforçam a associação entre dieta e desordens mentais, e explorar essa relação pode trazer soluções nutricionais para melhorar e manter o bem-estar emocional.

 

Phillips CM, Shivappa N, Hébert JR, Perry IJ. Dietary inflammatory index and mental health: A cross-sectional analysis of the relationship with depressive symptoms, anxiety and well-being in adults. Clin Nutr. 2018 Oct;37(5):1485-1491.

 

Cadastre-se e receba nossa newsletter