Dieta vegetariana reduz risco de câncer colorretal

Postado em 12 de março de 2015 | Autor: Alweyd Tesser

 

Um estudo coorte conduzido por pesquisadores norte-americanos demonstrou que indivíduos que consumiam uma dieta vegetariana tiveram um risco 22% menor de desenvolver câncer colorretal do que aqueles não vegetarianos).
 
O estudo contou com a participação de 77 659 homens e mulheres adventistas do sétimo dia. Os autores explicam que essa população tem uma taxa muito mais elevada de vegetarianismo do que a população em geral, por isso é um bom grupo para estudar as dietas vegetarianas, baixo consumo de carne, e alto consumo de alimentos de origem vegetal, e associar o impacto desses fatores com o risco de câncer.
 
Um questionário de frequência alimentar foi utilizada para avaliar a dieta no início do estudo. Juntamente com a dieta não vegetariana, foram identificadas quatro categorias de dietas vegetarianas: vegana (sem carnes, lácteos, ou ovos); ovo-lacto-vegetariana (sem carnes, mas com produtos lácteos e ovos); pescovegetariana (peixes e frutos do mar); e semi-vegetariana (carnes mais do que uma vez por mês, mas menos do que uma vez por semana). Foi utilizado o modelo de regressão de Cox (que é um modelo estatístico de risco proporcional, criado por Cox em 1972) para a análise de risco.
 
Durante um período médio de acompanhamento de 7,3 anos foram documentados 380 casos de câncer de cólon e 110 casos de câncer retal e as taxas de risco ajustadas (HRS) com todas as dietas vegetarianas combinadas versus não vegetarianos foram 0,78 (IC 95%, 0,64-0,95) para todos os tipos de câncer colorretal, 0,81 (IC 95%, 0,65-1,00) para o câncer de cólon, e 0,71 (IC 95%, 0,47-1,06) para o câncer retal. O HR ajustado para o câncer colorretal em veganos foi de 0,84 (IC 95%, 0,59-1,19); em lacto-vegetarianos foi de 0,82 (IC 95%, 0,65-1,02); em pescovegetarianos foi de 0,57 (IC 95%, 0,40-0,82); e em semivegetarians de 0,92 (95% CI, 0,62-1,37), todos em comparação com os não vegetarianos. 
 
Diante dos resultados dessas análises, os autores concluíram que dietas vegetarianas foram associadas a um menor risco de desenvolver câncer colorretal geral, um risco 19% menor de câncer de cólon e um risco 29% menor de câncer retal. 
 
Os autores relatam que indivíduos que seguem uma dieta vegetariana ou semi-vegetariana, tem um maior consumo de vegetais e outros alimentos ricos em fibras e afirmam que esse nutriente pode ser protetor contra o câncer colorretal.
Referência (s)

Orlich MJ, Singh PN, Sabaté J, Fan J, Sveen L, Bennett H, et al. Vegetarian Dietary Patterns and the Risk of Colorectal Cancers. JAMA Intern Med. 2015 [Epub ahead of print]

Cadastre-se e receba nossa newsletter