fbpx

Dispositivo auxilia controle glicêmico de pacientes com DM2

Postado em 29 de julho de 2019 | Autor: Marcella Gava

Entenda como a tecnologia aliada ao cuidado do profissional de saúde pode auxiliar no tratamento de diabéticos tipo 2

Estudo multicêntrico teve como objetivo determinar se a combinação do dispositivo d-Nav (dispositivo que dosa a glicemia e determina a próxima dose de insulina a ser administrada), juntamente ao cuidado do profissional de saúde é superior ao cuidado do profissional de saúde sozinho.

Foram recrutados pacientes diabéticos tipo 2, entre 21 e 70 anos de idade, em insulinoterapia e com IMC menor que 45kg/m². Estes foram randomizados em grupo d-Nav e  grupo controle. Todos os participantes foram orientados a dosar sua glicemia antes de realizar a injeção de insulina e sempre que apresentassem sintomas de hipoglicemia. Foram avaliados a hemoglobina glicada (HG) no início do estudo e após 6 meses de intervenção, glicemia registrada no inicio, com 3 e 6 meses, e a frequência e severidade de hipoglicemias.

Fizeram parte do estudo 181 indivíduos, sendo 51% no grupo intervenção e 49% no grupo controle, apresentando idade média de 60,3 anos, duração média da diabetes de 15,7 anos e HG média de 8,6%. As características dos pacientes de ambos os grupos foram semelhantes no inicio do acompanhamento. Entretanto, a redução média da HG após seis meses foi de 1,0% no grupo d-Nav e somente 0,3% no grupo controle (p<0,0001). Após os 6 meses de intervenção, a quantidade de participantes com HG menor que 8% aumentou de 23% para 62% no grupo d-Nav, e se manteve igual no grupo controle, levando a uma diferença significativa entre eles (p<0,0001). Durante o período de estudo, a frequência de hipoglicemia foi semelhante entre os grupos (p=0,96). Mais pacientes do grupo d-Nav apresentaram pelo menos um evento hipoglicêmico. Porém, quando a hipoglicemia aconteceu, os pacientes do grupo controle apresentaram casos mais graves, sendo que o numero de glicemias menores que 50mg/dL foi significativamente maior no grupo controle (p=0, 022).

Com isso, os autores verificaram que o cuidado do profissional de saúde concomitantemente ao guia automatizado para insulina oferece um melhor controle glicêmico em pacientes diabéticos tipo 2 insulino-dependentes.

Referência:

Bergenstal RM et al. Automated insulin dosing guidance to optimise insulin management in patients with type 2 diabetes: a multicentre, randomised controlled trial. Lancet. 2019 Mar 16;393(10176):1138-1148.

Leia também