fbpx


Fórmulas hiperproteicas e alterações no gasto energético

Postado em 2 de dezembro de 2020 | Autor: Roberta Ciudi

A distribuição de macronutrientes da dieta pode oferecer vantagens metabólicas vinculadas a oxidação de gordura

Fórmulas em pó para substituição de refeições (FSR) é um método de dieta na qual a fórmula substitui todas as refeições do dia e contempla uma formulação completa para que o indivíduo a utilize por um curto período de tempo.

As FSR tem se tornado um método muito popular no contexto de emagrecimento, assim como padrões alimentares hiperproteicos também tem mostrado grande adesão entre indivíduos que buscam pela perda de peso e manutenção de massa muscular esquelética.

Objetivo do estudo

Levando em consideração o contexto dos possíveis benefícios do consumo de FSR hiperproteicas (FSR-HP), o objetivo do estudo foi comparar o uso dessa fórmulas com dieta controlada (controle) sobre o gasto energético (GE), níveis de oxidação de macronutrientes e marcadores metabólicos plasmáticos.

Participantes

Foram recrutados participantes com faixa etária entre 18-35 anos, não fumantes e com valor de IMC entre 18.5 and 24.9 kg/m², sem patologias diagnosticadas e praticantes de atividade física diária.

Protocolo

Os participantes foram randomizados para os grupos FSR-HP e Controle. Após aferição de composição corporal e gasto energético os pacientes foram submetidos a calorimetria para medição do gasto energético em repouso e marcadores metabólicos plasmáticos, enquanto consumiam dieta normocalórica. O protocolo sugerido contemplava três dias de intervenção, sendo oferecido para o grupo controle produtos alimentares padrão e para o grupo FSR-HP suplemento nutricional de proteína de soja em conjunto com azeite de oliva e leite desnatado.

Resultados 

Durante intervenção, o grupo FSR-HP apresentou aumento do gasto calórico durante período de sono, sendo de 81 ± 82 kcal/d (P <0.001) e 17 ± 26 kcal/8-h por noite. O gasto energético em repouso mostrou elevação no segundo dia de intervenção e apesar das taxas de oxidação de carboidrato terem reduzido (–38 ± 43 g/d, P <0.001), a oxidação de proteína e gordura se elevaram (38 ± 34 g/d, P <0.001; 8 ± 20 g/d, P = 0.013, respectivamente).

Quanto aos marcadores lipídicos, os autores observaram uma relação entre a dieta FSR-HP sobre os níveis de colesterol HDL entre as mulheres participantes do estudo, sendo a concentração deste marcador se apresentou em níveis melhores do que nos participantes homens.

Conclusão dos autores

O estudo evidenciou que indivíduos que consumiram dieta FSR-HP levou a um aumento do gasto energético durante período de sono e, também, aumento do gasto energético diário. Os autores concluíram que a distribuição de macronutrientes da dieta pode oferecer vantagens metabólicas, especialmente no aumento do gasto energético e oxidação de gordura

Referência: 

Camila L P Oliveira, Normand G Boulé, Arya M Sharma, Sarah A Elliott, Mario Siervo, Sunita Ghosh, Aloys Berg, Carla M Prado, A high-protein total diet replacement increases energy expenditure and leads to negative fat balance in healthy, normal-weight adults, The American Journal of Clinical Nutrition

Cadastre-se e receba nossa newsletter