fbpx

Influência do tempo de concepção após cirurgia bariátrica sobre desfechos perinatais

Postado em 12 de novembro de 2018 | Autor: Marcella Gava

Estudo teve por objetivo avaliar desfechos adversos relacionados ao tempo de cirurgia bariátrica e concepção.

Foram avaliados prontuários de pacientes com gestação após realização de cirurgia bariátrica e que foram divididas em dois grupos de acordo com o tempo entre a cirurgia e a gestação: precoce e tardio. Foram coletadas informações sobre tipo de cirurgia bariátrica realizada e suas complicações durante a gestação (obstrução intestinal, hérnias internas, e migração ou erosão de banda gástrica), IMC, variação de peso, deficiências nutricionais, presença de diabetes gestacional e hipertensão gestacional, restrição de crescimento fetal, e dados do parto (idade gestacional, tipo de parto, peso do recém-nascido, APGAR e internação em UTI).

Foram incluídas 86 mulheres,sendo que dessas 81 realizaram procedimento restritivo desabsortivo (by-passgástrico) e cinco realizaram apenas procedimento restritivo (banda gástrica).Não foram identificadas complicações cirúrgicas. O intervalo de tempo entre a cirurgia e a concepção foi de quatro meses a 120 meses.

Considerando 12 meses pós cirurgia como ponto de corte para gestação precoce e tardia, o ganho de peso durante a gestação foi maior no grupo tardio. Considerando 24 meses como ponto de corte para gestação precoce e tardia, o crescimento fetal foi menor no grupo precoce. Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos em relação às outras variáveis, incluindo idade materna, IMC, ganho de peso, gestacional, idade ao parto, tipo departo, complicações maternas, escore Apgar, peso fetal ou complicações fetais(restrição do crescimento fetal, Admissão na UTIN) para qualquer um dos limites de tempo testados.

A curva ROC sugeriu 10 meses após a cirurgia como um momento mais adequado para a concepção. Porém, esse resultado teve alta sensibilidade, mas baixa especificidade, sugerindo que o tempo desde a cirurgia até a concepção por si só pode não ser um bom indicador de resultados adversos.

Os autores concluíram que as recomendações atuais para postergar a gravidez por pelo menos 12 a 18 meses após a cirurgia bariátrica não são suportados pelos resultados deste estudo, considerando os desfechos adversos. Sugerem que  essas pacientes devem ter cuidados médicos diferenciados e que mais estudos sejam realizados para elucidar a relação entre concepção pós cirurgia bariátricas e desfechos para as mães e para os recém-nascidos.

 

Referência:

Rasteiro C. Influence
of Time Interval from Bariatric Surgery to Conception on Pregnancy and
Perinatal Outcomes.
Obes Surg. 2018 Nov;28(11):3559-3566.

 

Leia também