>


AVALIAÇÃO DA DESNUTRIÇÃO EM PACIENTES INTERNADOS NA CLÍNICA MÉDICA DO HOSPITAL ESCOLA DE ITAJUBÁ POR SEMIOLOGIA NUTRICIONAL

Postado em 3 de agosto de 2005 | Autor: Cristiane Basso Vilela

Co-autores: Harriet White; Lívia Paiva de Oliveira

Instituição: Faculdade de Medicina de Itajubá. Itajubá- MG

A vida é nutrida por alimento, e as substâncias nos alimentos das quais a vida depende são os nutrientes. Quando a ingestão de nutrientes se encontra abaixo das necessidades calóricas aumenta a probabilidade de desenvolver uma desnutrição.

A desnutrição é um estado mórbido secundário a uma deficiência ou excesso, relativo ou absoluto, de um ou mais nutrientes essenciais que se manifesta clinicamente ou é detectado por diversos métodos.

A avaliação nutricional protéico calórica, através da semiologia, é eficaz para detecção da desnutrição em pacientes, a partir dos sinais físicos e o seu resultado deve ser levado em consideração ao se estabelecer o diagnóstico e a conduta no tratamento nas doenças de base e sua cronicidade.

Duarte, AC, desenvolveu um questionário de classificação utilizando uma escala clinica de avaliação – Escala Clínica por Semiologia Imunológica Nutricional (ECLIPSIN)

A escala de semiologia nutricional avalia as fácies, a musculatura temporal, a bola gordurosa de Bichart o sinal de Asa Quebrada, verificação do abdome (umbigo em chapéu) e exame dos membros inferiores.

O objetivo do presente trabalho foi avaliar a desnutrição em pacientes internados na Clínica Médica do Hospital Escola de Itajubá, através da aplicação do questionário de escala clinica por semiologia imunológica nutricional (ECLIPSIN).

Através da escala foi indicado o estado nutricional detectando a desnutrição para que posteriormente realizasse uma intervenção nutricional, promovendo a recuperação do paciente e conseqüentemente uma melhor qualidade de vida.

Foram avaliados 40 pacientes de ambos os sexos, com idade variada. A avaliação dos pacientes foi feita através de uma escala Clínica de Semiologia Imunológica Nutricional .

Dos 40 pacientes avaliados 10% (4) apresentaram desnutrição, 28% (11) provavelmente tem desnutrição, 39% (16) possivelmente apresentaram desnutrição e 23% (9) questiona-se a presença de desnutrição.

Pôde-se concluir que a Escala de Semiologia Nutricional é uma triagem simples, de fácil aplicação, rápido, de baixo custo e eficaz. Todavia nenhum método de avaliação pode ser considerado único e suficiente para predizer o risco nutricional, isoladamente.

Para se confirmar o diagnóstico nutricional é necessário à associação de vários parâmetros, como: antropométricos, bioquímicos e manifestações clínicas.

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter