fbpx

Diretriz e regulamentação para suplementação após cirurgia bariátrica

Postado em 14 de outubro de 2019 | Autor: Natália Lopes

Recomendações sobre suplementação de micronutrientes alerta sobre as deficiências apresentadas pelos pacientes que fazem cirurgia bariátrica

Pacientes que realizam cirurgia bariátrica, fisiologicamente, passam a apresentar alterações nos processos de digestão, absorção, metabolismo e excreção de nutrientes, resultando em deficiências que comprometem sua saúde e qualidade de vida. Nesse sentido, antes e depois da cirurgia os pacientes precisam passar por investigação dessas deficiências e ainda receber orientações sobre a suplementação a longo prazo.

Entre os micronutrientes que se encontram em maior deficiência em pacientes que realizam cirurgia bariátrica, podemos destacar: as vitaminas A, E, K, D, B1, B12 e folato, e os minerais ferro, cálcio, cobre e zinco.

As diretrizes propõe que para esses pacientes seja realizada avaliação nutricional, diagnóstico nutricional, intervenção, monitorização e evolução. Destaca-se, ainda, que a suplementação é a melhor estratégia para combater a deficiência nutricional

No quadro abaixo, pode-se observar algumas recomendações sobre a suplementação dos principais micronutrientes para esse publico.

NutrienteRecomendaçãoSuplementação
TiaminaInvestigar deficiência pré cirurgia em todos os pacientes e no pós em situações de risco; suplementarMínimo de 12mg/dia ou 50-100 mg em suplemento de complexo B ou polivitamínico
Vitamina B12Investigar deficiência pré cirurgia em todos os pacientes, no pós para pacientes que fazem Gastroplastia por Y-Roux, gastrectomia por sleeve e derivação gástrica350–500 µg/dia
FolatoInvestigar deficiência pré e pós- cirurgia em todos os pacientes400–800 µg /dia ou 800–1000µg/dia para mulheres em idade fértil
FerroInvestigar deficiência pré e pós- cirurgia em todos os pacientes, através de ferro sérico e ferritina,18 mg/dia ou 45-60 mg/dia em mulheres em período menstrual ou pacientes com histórico de anemia
Vitamina D e cálcioInvestigar deficiência pré e pós- cirurgia em todos os pacientes, principalmente para mulheres na fase pré e pós-menopausaCálcio: 1200-1500 mg/dia

D: 3000 UI/dia ou 75 µg/dia

Vitaminas lipossolúveis (A, E, K)Investigar deficiência pré cirurgia em todos os pacientes, vitamina A no primeiro ano pós-cirurgia e vitaminas E e K se o paciente apresentar sintomas de deficiênciaA: 5000 UI/dia

E: 15mg/dia

K: 90-300 µg /dia

ZincoInvestigar deficiência pré cirurgia principalmente em pacientes que realizarão Gastroplastia por Y-Roux e derivação gástrica, 1 vez por ano após a cirurgia8-22 mg/dia
CobreInvestigar deficiência pré e pós-cirurgia principalmente em pacientes que realizarão Gastroplastia por Y-Roux e derivação gástrica1-2 mg/dia

 

A utilização de multivitamínicos e minerais é a forma mais popular de realizar a suplementação de micronutrientes. Nutricionistas estão autorizados à prescreverem apenas suplementos alimentares. Para ser adequado e caracterizado como suplemento alimentar, e não medicamento, o suplemento deve respeitar as normas sanitárias, que incluem:

– Atender os limites mínimos e máximos da recomendação diária de consumo do produto para o grupo populacional indicado pelo fabricante

– Conter as quantidades de todos os nutrientes fornecidos pelo produto, incluindo a declaração do percentual de valor diário (%VD)

– Seguir a ingestão diária recomendada (IDR) de vitaminas e minerais, de acordo com a recomendação de ingestão de cada grupo populacional.

A partir da publicação da RDC 243 de 2018, foi possível criar suplementos alimentares com maior concentração de micronutrientes. A tabela 2 apresenta os limites mínimos e máximos de nutrientes que devem ser utilizados como referências pelos suplementos alimentares

Tabela 2:

NutrienteUnidadeGrupos populacionais – Limite Mínimo/ Limite Máximo
≥ 19 anosGestantesLactantes
Tiaminamg0,18/ 2,020,21/ 2,110,21/ 1,93
B12µg0,36/ 9,940,39/ 10,460,42/ 10,07
Ácido Fólicoµg60/ 614,86600/ 60575/ 629
Ferromg2,7/ 34,314,05/ 34,711,5/ 34,96
Vitamina Dµg3/ 502,25/ 502,25/ 50
Cálciomg180/ 1534,67195/ 2015,51195/ 2082,58
Vitamina Aµg135/ 2623,61115,5/ 2414,35195/ 2434,07
Vitamina Emg2,25/ 10002,25/ 8002,85/ 800
Vitamina Kµg18/ 149,0613,5/ 132,3113,5/ 126,02
Zincomg1,65/ 29,591,8/ 23,501,95/ 24,45
Cobreµg135/ 8975,52150/ 6935,01195/ 7036,33

Um suplemento alimentar só pode trazer a alegação de “Alto conteúdo/Rico em/Alto teor” desses micronutrientes se a quantidade contida no produto for no mínimo ao dobro dos valores mínimos apresentados na tabela.

 

Patrocínio:

 

 

 

 

 

 

Referências:

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada – RDC Nº 243, de 26 de julho de 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Instrução Normativa – IN Nº 28, de 26 de julho de 2018.

NICE. Surgery for obese adults. 20 August 2019

PARROTT, Julie et al. American Society for Metabolic and Bariatric Surgery Integrated Health Nutritional Guidelines for the Surgical Weight Loss Patient 2016 Update: Micronutrients. Surgery For Obesity And Related Diseases, [s.l.], v. 13, n. 5, p.727-741, maio 2017. Elsevier BV.

Leia também