fbpx

Por que usar um suplemento vitamínico de absorção oral após a cirurgia bariátrica?

Postado em 16 de abril de 2019 | Autor: Marcella Gava

A utilização de suplementos que contenham concentração adequada de nutrientes e boa biodisponibilidade dos componentes é indispensável.

A cirurgia bariátrica não é um procedimento isento de riscos. Complicações a curto e longo prazo podem incluir deiscência da sutura, fístulas, obstrução intestinal, colelitíase, síndrome de Dumping e deficiências nutricionais.  Muitos pacientes já apresentam alterações nutricionais antes mesmo do procedimento cirúrgico. Ainda, o efeito esperado da cirurgia bariátrica (redução de peso) está relacionado à restrição da ingestão alimentar e/ou má absorção de nutrientes, que pode levar a deficiência de proteínas, vitaminas e minerais.

Segundo a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO) os pacientes devem receber orientação nutricional adequada no perioperatório. Com o objetivo de evitar as deficiências nutricionais a ABESO também afirma que “A suplementação nutricional é fundamental para todos os pacientes e deve incluir suplementos polivitamínicos diários que contenham minimamente ferro, cálcio, vitamina D, zinco e complexo B em sua fórmula em quantidade adequada” e que “Quando disponíveis suplementos adequados para pacientes bariátricos com doses satisfatórias dos minerais e vitaminas deve-se dar preferência a estes”.

Não basta oferecer nutrientes em quantidades adequadas se estes não estiverem biodisponíveis. Como a cirurgia bariátrica está associada a alterações anatômicas e funcionais do trato gastrointestinal, a absorção e o metabolismo de medicamentos orais podem ser alterados. Produtos com tempos de dissolução prolongados, como formulações de liberação lenta, devem ser evitados nessa população. Uso de formulação de absorção imediata e/ou mastigáveis pode ser uma alternativa interessante a fim de melhorar a biodisponibilidade dos componentes.

Outra questão importante a ser considerada para obter sucesso no tratamento é a adesão do paciente a essa suplementação. Estudo publicado na revista Obesity Surgery evidenciou que 38,7% dos pacientes apresentam consumo irregular dos suplementos e apenas 33% apresentam um consumo confiável. Segundo Mahawar e colaboradores, 2019, o motivo da baixa adesão ao tratamento pode incluir dificuldade em lembrar-se de ingerir a medicação (45,6%), necessidade de muitos comprimidos (16,4%), ocorrência de efeitos colaterais (14,3%), custo elevado (11,5%), e sabor não agradável (10,1%).

Assim, a utilização de suplementos que contenham concentração adequada de nutrientes, boa biodisponibilidade dos componentes, que tenha sabor agradável, e que seja acessível nos aproxima da obtenção de resultados positivos.

Referências:

Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica Diretrizes Brasileiras de obesidade 2016 / ABESO – Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. – 4.ed. – São Paulo, SP

BLAND, Christopher M. et al. Long-term pharmacotherapy considerations in the bariatric surgery patientAmerican Journal Of Health-system Pharmacy, [s.l.], v. 73, n. 16, p.1230-1242, 15 ago. 2016. Oxford University Press (OUP).

CARPENTER, M. et al. Implications of Bariatric Surgery on Absorption of Nutrients and Medications. Gastroenterology, december 16, 2016.

Dalcanale L, Oliveira CP, Faintuch J, Nogueira MA, Rondó P, Lima VM, Mendonça S, Pajecki D, Mancini M, Carrilho FJ. Long-term nutritional outcome after gastric bypass. Obes Surg. 2010 Feb;20(2):181-7.

FERRAZ, Álvaro Antonio Bandeira et al. Deficiências de micronutrientes após cirurgia bariátrica: análise comparativa entre gastrectomia vertical e derivação gástrica em Y de Roux.Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, [s.l.], v. 45, n. 6, p.1-9, 10 dez. 2018. FapUNIFESP (SciELO).

Mahawar KK, Clare K, O’Kane M, Graham Y, Callejas-Diaz L, Carr WRJ. Patient Perspectives on Adherence with Micronutrient Supplementation After Bariatric Surgery. Obes Surg. 2019 Jan 16.

Miller AD, Smith KM. Medication and nutrient administration considerations after bariatric surgery. Am J Health Syst Pharm. 2006 Oct 1;63(19):1852-7.

O’Kane, M. et al. BOMSS Guidelines on peri-operative and postoperative biochemical monitoring and micronutrient replacement for patients undergoing bariatric surgery. Review date September 2016

SCHULMAN, Allison R; THOMPSON, Christopher C. Complications of Bariatric Surgery: What You Can Expect to See in Your GI Practice. American Journal Of Gastroenterology, [s.l.], v. 112, n. 11, p.1640-1655, nov. 2017. Ovid Technologies (Wolters Kluwer Health).

Patrocínio:

Leia também