Qual o benefício de associar probióticos a fibras para o tratamento da constipação?

Postado em 29 de janeiro de 2013 | Autor: Camila Garcia Marques

As fibras alimentares podem ser classificadas como solúveis e insolúveis. Os componentes das fibras alimentares, principalmente das solúveis, não são absorvidos no intestino grosso e são fermentados por bactérias intestinais. As fibras insolúveis auxiliam principalmente o trânsito intestinal, aumentando o peristaltismo. As fibras solúveis têm maior ação metabólica devido à fermentação de bactérias intestinais. O resultado da fermentação é a produção de várias substancias e entre elas ácido lático, ácidos graxos de cadeia curta (AGCC) e gases. A produção de ácido lático reduz o pH do lúmen intestinal e isso favorece o crescimento de bactérias benéficas, como bifidobactérias e lactobacilos. Alguns tipos de fibras solúveis como inulina e FOS (frutooligossacarideos) são chamados de prebióticos. A associação de prebióticos com probióticos e conhecida como simbiótico.

 

A ingestão de simbiótico pode atuar beneficamente no tratamento da constipação restaurando o equilíbrio da microbiota e melhorando as funções gastrintestinais. Entre os benefícios da associação entre fibras e probióticos encontra-se:

 

• Estímulo do crescimento de bifidobactérias e lactobacilos no cólon;

 

• Aumento dos movimentos intestinais;

 

• Melhora na permeabilidade intestinal e da função de barreira imunológica intestinal.

 

Adiciona-se que a associação entre fibras e probióticos pode potencializar os efeitos dos probióticos, aumentando sua sobrevivência e proliferação no trato gastrintestinal.

 

 

Referências

Raninen K, Lappi J, Mykkänen H, Poutanen K. Dietary fiber type reflects physiological functionality: comparison of grain fiber, inulin, and polydextrose. Nutr Rev. 2011;69(1):9-21.

Nyman M. Fermentation and bulking capacity of indigestible carbohydrates: the case of inulin and oligofructose. Br J Nutr 2002;87(Suppl 2):S163–8.

Tabbers MM, Boluyt N, Berger MY, Benninga MA. Nonpharmacologic treatments for childhood constipation: systematic review. Pediatrics. 2011;128(4):753-61.

Cadastre-se e receba nossa newsletter