>


Qualidade alimentar está relacionada ao risco de fraturas na infância

Postado em 6 de novembro de 2015 | Autor: Alweyd Tesser

 

Uma metanálise publicada no The American Journal of Clinical Nutrition demonstrou que há alguns fatores nutricionais que parecem estar associados com um aumento do risco de fratura entre as crianças.
 
De um total de 1960 artigos, Händel e colaboradores identificaram 18 estudos observacionais de caso-controle que se encaixava nos critérios de qualidade do estudo.
 
O desfecho primário do estudo foi associar a ingestão alimentar com fraturas de membros superiores e inferiores, incluindo fraturas recorrentes, em meninos e meninas saudáveis de todas as etnias, com idade entre 2 e 13 anos.
 
Os resultados sugerem que alguns fatores nutricionais, em particular, falta de leite, a ingestão elevada de queijo, o alto consumo de bebidas adoçadas com açúcar, alto consumo de calorias, ou ausência de aleitamento materno estão associados com um risco aumentado de fraturas pediátricas. Não houve diferença significativa entre a ingestão de cálcio e a prevalência de fraturas.
Referência (s)

Händel MN, Heitmann BL, Abrahamsen B. Nutrient and food intakes in early life and risk of childhood fractures: a systematic review and meta-analysis. Am J Clin Nutr. 2015; 102(5):1182-95.

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter