>


Qualidade alimentar varia de acordo com a posição socioeconômica

Postado em 25 de setembro de 2015 | Autor: Alweyd Tesser

Um estudo publicado na revista British Journal of Nutrition demonstra que os custos alimentares mais elevados foram associados com padrões alimentares mais saudáveis, mais especificamente com maior consumo de frutas e vegetais (FV).
 
Para avaliar se os custos alimentares estão associados com a ingestão de FV em indivíduos de maior ou menor posição socioeconômica, Mackenbach e colaboradores recolheram dados sobre renda e escolaridade de 10.020 adultos britânicos, participantes de um estudo de base populacional de corte transversal. O consumo de FV e os custos com a alimentação dos participantes foram extraídos de um questionário de frequência alimentar. Estimativas de custos alimentares foram baseadas nos preços dos alimentos no Reino Unido.
 
Os resultados demonstraram que os indivíduos com custos alimentares mais baixos, baixa renda e baixa escolaridade, consumiam menor quantidade de FV quando comparados aos indivíduos com maiores custos alimentares, alta renda e alta escolaridade.
 
A interação significativa entre a posição socioeconômica e os custos alimentares indicou que a associação entre os custos alimentares e a ingestão de FV foi mais forte nos grupos de renda mais baixa e menos instruídos. Ou seja, as diferenças socioeconômicas e a ingestão de FV foram maiores entre os indivíduos que consumiam alimentos de baixo custo.
 
“Essa ampliação de desigualdades socioeconômicas na dieta entre os que consomem dietas de baixo custo indica a necessidade de abordar os custos dos alimentos em estratégias para promover dietas saudáveis”, concluem os autores.
Referência (s)

Mackenbach JD, Brage S, Forouhi NG, Griffin SJ, Wareham NJ, Monsivais P. Does the importance of dietary costs for fruit and vegetable intake vary by socioeconomic position? Br J Nutr. 2015 [Epub ahead of print]

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter