fbpx


Damasco é bom para prisão de ventre?

Postado em 25 de abril de 2022 | Autor: Redação Nutritotal

Descubra os benefícios por trás do fruto dourado

Com origem asiática e sabor agridoce, o damasco é um alimento famoso por fazer parte das ceias de final de ano e de pratos da culinária árabe. Mas muito além desses usos, o famoso “fruto dourado” pode ser aproveitado em receitas do dia a dia, em meio a bolos, pães caseiros ou misturado com iogurtes, por exemplo.

Porém, ainda existem muitas dúvidas acerca dos benefícios da fruta para a saúde. É verdade que damasco é bom para prisão de ventre? E para quem tem alterações na pressão, ele pode ser bom ou ruim?

Para sanar essas e outras dúvidas, listamos a seguir os principais mitos e verdades do fruto, baseado em estudos científicos. Confira:

4 mitos e verdades sobre o damasco

Tigela com damascos secos em cima de uma toalha bordô

Imagem: Shutterstock

Damasco é bom para prisão de ventre

Verdade. A fruta faz parte da mesma família de outros alimentos que auxiliam o trânsito intestinal, como a ameixa e o pêssego. Portanto, assim como as outras frutas, ela é rica em compostos bioquímicos que facilitam a digestão como os ácidos orgânicos, além de ser uma excelente fonte de fibras.

Quem tem pressão baixa pode comer damasco

Mito. Os efeitos dos fitoquímicos presentes na fruta, especialmente em suas sementes, podem auxiliar na diminuição da pressão arterial e do colesterol LDL. Por isso, para quem tem histórico de pressão baixa, é melhor evitar o consumo da fruta de forma exacerbada.

Também vale reiterar que, para pacientes hipertensos, o consumo da fruta não pode ser considerado um tratamento eficaz para a melhora da pressão sanguínea. É necessário um acompanhamento nutricional e médico para o controle dessas alterações.

A geleia de damasco possui os mesmos benefícios da fruta in natura

Mito. Além de apresentar menos nutrientes como potássio, fósforo e magnésio do que a versão natural, a geleia ainda pode conter aditivos químicos e uma maior quantidade de açúcar para o organismo.

Já entre a versão fresca e a seca da fruta, os nutrientes são similares, mas o damasco seco é mais calórico e contém mais açúcar em sua composição do que a fruta fresca.

Damasco é bom para a visão

Verdade. O fruto é uma excelente fonte de betacaroteno, uma substância derivada da vitamina A e que pode estar relacionada à melhora da saúde ocular. É por conta dela que o damasco tem um tom alaranjado de forma natural, assim como outros alimentos ricos nesse caroteno como a cenoura e o mamão.

Quer saber outros benefícios das frutas secas? Confira o nosso infográfico abaixo:

Quer saber mais sobre o damasco? Siga o Nutritotal – Para Todos no Instagram e confira dicas imperdíveis sobre nutrição!

*Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Omar A. et al. Nutritional and Phytochemical Traits of Apricots (Prunus Armeniaca L.) for Application in Nutraceutical and Health Industry. Foods, 2021.

TBCA, 2020.

Jana K. et al. Phytonutrients of Bitter Apricot Seeds Modulate Human Lipid Profile and LDL Subfractions in Adults with Elevated Cholesterol Levels. International Journal of Environmental Research and Public Health, 2022.

-

Assine nossa newsletter: