>


A INTERNET COMO FERRAMENTA PARA APLICAÇÃO DE QUESTIONÁRIO ALIMENTAR.

Postado em 3 de agosto de 2005 | Autor: Thelma Fernandes Feltrin Rodrigues

Co-autores: Maria Izabel Lamounier Vasconcelos; Sonia Tucunduva Philippi

Instituição: Hospital Alemão Oswaldo Cruz. São Paulo-SP

Existem diferentes métodos para coletar informações através de questionários alimentares. Atualmente o correio eletrônico(e-mail) apresenta oportunidade para essa finalidade por ser importante ferramenta de trabalho e um canal de comunicação rápido e barato. Objetivo: avaliar resultados da aplicação do questionário de freqüência do consumo alimentar através de e-mail. Metodologia: os dados foram coletados em hospital particular, na região central de São Paulo, durante 2 meses. Foram selecionados indivíduos adultos, com nível superior completo, encaminhados para check-up de saúde. Os indivíduos responderam inicialmente o Questionário de Freqüência Alimentar Simplificado (QFAS) elaborado por BLOCK e col (1994), o qual é composto por 22 itens. Por meio de escores os alimentos foram classificados como de risco, pelo teor elevado de gordura (carnes e derivados, queijos, ovos) e como protetores, pela contribuição na ingestão de fibras (frutas, verduras, legumes, cereais). A orientação nutricional, enfocando alimentação saudável e baseada na Pirâmide Alimentar Adaptada, foi dada durante consulta com a nutricionista. Os indivíduos que concordaram em participar da pesquisa foram comunicados que em 30 dias receberiam o mesmo questionário, por e-mail. Resultados: foram selecionados 328 indivíduos, idade média de 44,6 anos (±6,8), em sua maioria homens (89,7%). O resultado do 1o QFAS teve escore médio de 15,8 para alimentos de risco e 18,3 para protetores, ambos classificados como baixo consumo, segundo critérios pré-estabelecidos. Dos questionários reenviados via internet, 140 (42,6%) foram respondidos e a média do consumo de alimentos de risco caiu para 13,5 e dos protetores subiu para 19,6. Conclusão: a obtenção de respostas ao QFAS por meio eletrônico apresentou-se como ferramenta útil, ágil e com bom retorno. O vínculo estabelecido com o cliente na primeira consulta parece ser importante para obtenção destes resultados. Pôde-se verificar melhora nos hábitos alimentares, principalmente em relação ao aumento do consumo de fibras. O correio eletrônico auxilia no acompanhamento nutricional, não dispensando retornos periódicos ao nutricionista.

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter