fbpx


Diretriz Brasileira de Hipercolesterolemia Familiar – 2021

Postado em 20 de outubro de 2021 | Autor: Eduarda Rodrigues| Tempo de leitura: 3 min

A diretriz traz recomendações sobre diagnóstico e tratamento da hipercolesterolemia familiar

Diretriz de Hipercolesterolemia Familiar

A hipercolesterolemia familiar (HF) é uma forma de dislipidemia de causa genética, associada à doença coronariana prematura, principalmente ao infarto de miocárdio, devido à alta concentração de colesterol LDL-C (Lipoproteína de baixa densidade), afetando diretamente a expectativa de vida desses indivíduos.

O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são essenciais, para a prevenção de possíveis eventos coronarianos e melhor a qualidade de vida desses pacientes.

A partir disso, o departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), publicou recentemente a atualização da Diretriz Brasileira de Hipercolesterolemia Familiar.

O documento aborda o diagnóstico, recomendações médicas para o seu tratamento, intervenções farmacológicas, orientações nutricionais, além de abordar o cuidado na gravidez e na forma mais grave da doença.

Recomendações nutricionais

A ingestão alimentar adequada é fundamental para esses pacientes, logo que, a dieta consumida influência diretamente no risco cardiovascular pré-existente.

Com isso a diretriz, traz recomendações acerca da ingestão de colesterol alimentar, orientações quanto ao consumo de gorduras saturadas, insaturadas, gordura trans, ômega 3, fitosterois, soja, fibra, chocolate, além de óleos tropicais, como óleo de coco e de palma, manteiga e lácteos.

Abaixo podemos ver as principais recomendações descritas no documento:

 

Recomendações de consumo alimentar no controle da hipercolesterolemia familiar

Recomendação

 

Seguimento de padrão alimentar saudável

 

Adequação calórica, inclusão de grãos, frutas, hortaliças, carnes magras e produtos lácteos com menor teor de gordura.

 

Colesterol alimentar

< 300 mg/dia

Ácidos graxos saturados

< 2% do VET

Ácidos graxos trans

Deve ser excluído da dieta

Chocolate

Quando rico em cacau, não está relacionado com o aumento do colesterol.

Óleos tropicais

Consumo ocasional, em porções mínimas.
Ovo

Consumo moderado, não excedendo as recomendações diárias de colesterol. 

Fitosterol

2g/dia proporciona redução moderada do colesterol (↓~10%)

Fibras

Redução do colesterol total e LDL-C (↓~10%)

 

 

Dieta

 

Além das recomendações anteriores, o documento aborda como as dietas desses pacientes devem ser orientadas, seguindo parâmetros da dieta DASH e mediterrânea, incluindo a ingestão diária grãos, frutas, hortaliças, carnes magras, produtos lácteos com menor teor de gorduras e frutas oleaginosas (nozes e castanhas).

Para acessar o documento na íntegra, clique aqui.

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter