fbpx


Cirurgia bariátrica: tipos e recomendações nutricionais

Postado em 27 de junho de 2022

A deficiência de micronutrientes é comum em pacientes bariátricos.

A obesidade é um problema em todo o mundo, pois induz a diversas doenças graves que diminuem a qualidade de vida e aumentam a mortalidade. Seu tratamento pode se dar de diversas maneiras, incluindo a cirurgia bariátrica. Mas quando esse procedimento é recomendado? Quais são os tipos? E quais as recomendações nutricionais para pacientes bariátricos?

cirurgia bariátrica tipos recomendações

Fonte: Roman Chazov/Shutterstock.com

 

Essas e outras dúvidas serão sanadas neste artigo. Confira!

 

A cirurgia bariátrica não é para todos

Em primeiro lugar, deve-se alertar que não são todos os pacientes com excesso de peso que devem passar pela cirurgia.

Na verdade, o tratamento da obesidade é um processo que requer uma abordagem multidisciplinar, e que pode se dar por quatro vias principais, dependendo do grau de obesidade do paciente:

A – Ajustes do estilo de vida: entre outras coisas, incluem aconselhamento nutricional, psíquico e treinamento físico;

B – Farmacoterapia: intervenção medicamentosa de eficácia limitada. Apenas uma pequena parcela de pacientes consegue reduzir seu peso em pelo menos 10%;

C – Cirurgia bariátrica: atualmente, é a opção mais eficaz no tratamento da obesidade, induzindo a uma perda de peso de 15 a 35%, embora tenha um maior risco de complicações e deficiências nutricionais. É indicada para pacientes com obesidade mórbida (IMC >= 40 kg/m²) ou com obesidade grau II (IMC entre 35 a 39,9) que possuam comorbidades.

 

Quais os tipos de cirurgia bariátricas?

Atualmente, os procedimentos bariátricos realizados no Brasil são os seguintes:

Bypass Gástrico

Também conhecida como “gastroplastia com desvio intestinal em Y de Roux”, o cirurgião faz o grampeamento de parte do estômago, que reduz o espaço para o alimento, e um desvio do intestino inicial, que promove o aumento de hormônios de saciedade. Ao ingerir menos comida e se sentir mais saciada, a pessoa emagrece. Assim, o paciente submetido à cirurgia perde de 70% a 80% do excesso de peso inicial.

Gastrectomia Vertical (Sleeve)

Aqui, o médico cirurgião transforma o estômago em uma espécie de tubo, com uma capacidade muito pequena, de 80 a 100 mililitros (ml). Essa intervenção também provoca uma boa perda de peso, comparável à do by-pass gástrico.

 

Quais as recomendações nutricionais para pacientes de bariátrica?

Os efeitos adversos da cirurgia bariátrica não são incomuns.

A literatura sugere que os pacientes de cirurgia bariátrica estão em risco de ser deficientes em: vitaminas A, B12, B1, B9 (folato), C, D e K. Tais deficiências vitamínicas (principalmente B9 e B12) os tornam vulneráveis para desenvolvimento de anemia. Por isso, a suplementação no pré e pós-operatória é indicada.

Em relação à progressão da alimentação após a cirurgia, uma dieta líquida deve ser introduzida dentro de 24 horas após o procedimento, com uma transição gradual para uma dieta pastosa ou sólida de acordo com a tolerância individual.

Inicialmente, os pacientes são aconselhados a fazer 3 pequenas refeições por dia, bem mastigadas. Depois, de acordo com a tolerância, recomenda-se que sigam princípios de uma alimentação saudável.

Por fim, é indiscutível que, independentemente do tipo de cirurgia a que foram submetidos, os pacientes necessitam de acompanhamento nutricional periódico, a fim de orientar adaptações de consistência necessárias, bem como promover a correção de deficiências nutricionais que possam ocorrer.

Para saber mais sobre a conduta nutricional a ser adotada no pré e pós-operatório da cirurgia bariátrica, o Nutritotal PRO disponibiliza um e-book 100% gratuito com orientações detalhadas para o cuidado nutricional destes pacientes.

Você vai aprender sobre correção de deficiências nutricionais precoces, se é preciso perder peso anteriormente, quais são as etapas de evolução da dieta, como adequar a ingestão calórica e de macronutrientes, como proceder na suplementação de micronutrientes pós-cirúrgica, como lidar com os sintomas gastrintestinais, e muito mais!

 

Clique aqui para baixar o e-book “Conduta Nutricional em Cirurgia Bariátrica”.

Referência:

KRÁL, Jan et al. Endoscopic Treatment of Obesity and Nutritional Aspects of Bariatric Endoscopy. Nutrients, v. 13, n. 12, p. 4268, 2021.

Cadastre-se e receba nossa newsletter