>


Consumo de leite de vaca: consenso ABRAN/SBAN

Postado em 13 de novembro de 2023

Em novo material, sociedades de nutrição e nutrologia desvendam as principais dúvidas sobre o consumo de leite de vaca.

Nos últimos anos, a redução no consumo de leite de vaca tem se evidenciado na população brasileira. Dentre os motivos que podem estar atrelados a essa tendência, um deles é particularmente preocupante: a propagação de inverdades acerca deste alimento.

consumo de leite de vaca

Fonte: Canva.com

Diante das informações conflitantes que circulam a respeito do leite, a Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) e a Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN) divulgaram um novo consenso, atendendo a uma solicitação de esclarecimentos da Associação Brasileira da Indústria de Lácteos Longa Vida (ABLV).

A seguir, confira alguns dados valiosos presentes no documento, disponível para download ao final deste artigo.

Consumo de leite: quais são os benefícios?

Na alimentação, o leite de vaca cumpre diversas funções. Os benefícios associados ao seu consumo incluem:

  • Oferta de nutrientes devido à alta densidade nutricional (principalmente proteínas e cálcio);
  • Auxílio para crescimento e estrutura óssea na infância e adolescência;
  • Diminuição do risco de osteopenia e osteoporose;
  • Redução no risco de doenças crônicas;
  • Prevenção de quadros de sarcopenia na senescência;
  • Entre outros.

No material completo, são descritos todos os componentes bioativos do leite, e as propriedades funcionais associadas a eles.

O leite UHT é seguro?

Para essa questão, a resposta é sim! O método de ultrapasteurização (UHT) é amplamente reconhecido e regulamentado por órgãos de saúde internacionais e nacionais, como a Portaria 370 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O processo visa eliminar microrganismos que possam afetar a qualidade do produto, garantindo segurança microbiológica e prolongando a validade. Além disso, o UHT preserva as características nutricionais do leite, mantendo seu valor nutritivo, cor e sabor, conforme confirmado pela FAO e OMS. A literatura científica também sugere perfil nutricional das proteínas não apresenta prejuízos devido ao tratamento térmico utilizado.

As embalagens “longa vida” usadas para o leite UHT são de alta qualidade, impedindo a entrada de luz, ar, água e microrganismos. Isso preserva o aroma, inibe a oxidação e permite o armazenamento seguro em temperatura ambiente. Outro ponto positivo é que não são necessários conservantes, pois a combinação do tratamento térmico e embalagem asséptica garante a estabilidade do produto.

Essas embalagens também têm baixo impacto ambiental, sendo produzidas com recursos renováveis, principalmente papel cartão, permitindo a reciclagem de seus componentes. Portanto, o leite UHT é uma opção conveniente, segura e sustentável para os consumidores.

Qual a relação entre leite e inflamação?

Uma das falsas informações mais propagandas sobre o leite é o seu rótulo como um “alimento inflamatório”. O consenso aponta que isso é um mito.

Não existem até o momento evidências científicas que comprovem os supostos efeitos inflamatórios do leite. Pelo contrário: diversos trabalhos indicam que a ingestão de laticínios pode, na verdade, melhorar biomarcadores inflamatórios em adultos. No texto integral, os autores explicam os mecanismos por trás deste benefício.

Todavia, vale ressaltar que a associação do leite a processos inflamatórios está comprovada apenas em pessoas diagnosticadas com Alergia à Proteína do Leite de Vaca (APLV). Nestes indivíduos, o consumo do alimento é contraindicado.

Recomendações para o consumo de leite

O consumo de leite de vaca faz parte de, praticamente, todos os guias alimentares, nacionais e internacionais.

Por exemplo: autoridades de saúde como a American Diabetes Association (ADA), a American Heart Association (AHA), a National Medical Association (NMA) e a National Hispanic Medical Association (NHMA), recomendam o consumo de três porções de laticínios com baixo teor de gordura por dia.

Sabendo que a população adulta consome apenas 50% da recomendação diária de cálcio e seguir tais orientações pode ser a chave para melhorar a ingestão desse nutriente essencial.

Baixe o consenso aqui

Além das informações apresentadas até agora, os autores esclarecem diversas outras dúvidas relacionadas ao consumo de leite de vaca. São exemplos:

  • O consumo de leite aumenta o risco de intolerância à lactose?
  • Quais são os tipos de leite e qual é o melhor?
  • Para qual público orientar o consumo de leite de vaca?
  • O leite realmente é nossa principal fonte de cálcio?
  • Entre outros.

Clique aqui para acessar o material completo. Boa leitura!

Se você gostou desse artigo, leia também:

Referência:

Associação Brasileira de Nutrologia, Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. Consenso da Associação Brasileira de Nutrologia e da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição sobre o consumo de leite de vaca pelo ser humano. Setembro, 2023.

Cadastre-se e receba nossa newsletter