fbpx


Consumo de orgânicos no Brasil

Postado em 25 de fevereiro de 2021 | Autor: Aline Palialol

Primeira pesquisa nacional sobre o consumo de orgânicos

O estudo

Em parceria com a Market Analysis, o Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), realizou uma pesquisa com 905 pessoas com o objetivo de identificar o consumo de produtos orgânicos no Brasil. Foram nove cidades analisadas, sendo que a maioria dos entrevistados eram mulheres, de classe C e entre 25 e 34 anos.

O que é mais consumido

Dentro das quatro regiões pesquisadas, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul, essa última prevalece no consumo de orgânicos no país. Em uma escala de tipos de orgânicos consumidos, as verduras lideram (63%), seguidas dos legumes e frutas (25%) e em menor incidência, os cereais (12%).

Por que escolher orgânicos?

Quando se perguntava aos entrevistados a principal motivação para a aquisição e preparação de alimentos orgânicos, a resposta dada estava associada à melhora na saúde. E em segundo plano, a preocupação ambiental era citada.

Onde compraram?

Supermercados e feiras são os principais ponto comerciários comentados para a compra de orgânicos, mas os supermercados superam os demais locais de venda escolhidos.

Como soube que era orgânico?

De acordo com as respostas, o entendimento de que o produto era orgânico obtinha-se lendo rótulos ou pelo local de compra. Apenas 8% dos entrevistados compreendiam que o produto era orgânico pelo selo de Produto Orgânico.

Selo de Produto Orgânico Brasil

O selo é mais comum em mercados e nas feiras só 22% dos alimentos orgânicos vendidos são identificados com o selo. A maioria das pessoas confirmou sentir-se mais segura na compra de orgânicos que possuíssem o selo, sendo essa identificação um condicionante para a aquisição.

Marcas Conhecidas

84% dos consumidores não associam uma marca específica aos produtos orgânicos, o que revela a inexistência de uma marca consolidada no ramo no Brasil.

Após o selo, o que mais condiciona a compra?

Ao escolher entre uma ou outra marca de produto orgânico, as pessoas optam pelo que for mais barato.

Barreiras

Segundo os entrevistados, os preços, a ausência de locais próximos para comprar e o desconhecimento sobre esses produtos dificulta a compra.

Por fim, destaca-se que entre os 905 participantes da pesquisa, 2% deles acreditam que os orgânicos causam malefícios à saúde, o que demanda uma atenção maior a disseminação de conhecimento e informação à população para esclarecer os benefícios dos alimentos orgânicos, tanto para a saúde quanto para a sustentabilidade ambiental.

Acesse o conteúdo completo para ver todos os resultados da pesquisa e as diferenças regionais, clicando no botão abaixo.

  • DOWNLOAD

Cadastre-se e receba nossa newsletter