fbpx


Diretriz ESPEN sobre nutrição hospitalar

Postado em 10 de janeiro de 2022

Diretriz ESPEN dietas hospitalares

No ambiente hospitalar, as dietas são uma forma de promover o adequado aporte nutricional e prevenir desnutrição em pacientes internados.

Contudo, muitas vezes essas dietas são prescritas sem considerar a avaliação do estado nutricional do indivíduo, aumentando assim o risco de desnutrição e consequentemente de um pior desfecho clínico, demonstrando a necessidade de recomendações padronizadas nesses ambientes.

E a partir disso, a ESPEN (Sociedade Europeia de Nutrição Enteral e Parenteral) publicou recentemente uma diretriz sobre nutrição hospitalar, em que apresenta evidências científicas e indicações particulares para médicos e nutricionistas sobre as dietas necessárias em hospitais, centros de reabilitação e casas de repouso para idosos, buscando melhorar esse suporte nutricional.

Dietas hospitalares

Assim como já discutido no manual de dietas hospitalares, a diretriz orienta que as dietas devem ser indicadas de acordo com o estado nutricional do paciente, possibilitando atender as demandas, considerando hábitos e padrões alimentares de cada indivíduo.

Essas dietas podem ser dividas em três categorias, sendo elas:

  • Dieta padrão: Dieta cuja sua recomendação é para população geral sem que haja necessidade terapêutica específica. Recomendada para jovens sem estresse metabólico.
  • Dieta hospitalar: Dieta indicada a pacientes com mais de 65 anos, em doenças agudas ou crônicas e em risco de desnutrição.
  • Dieta terapêutica: São prescrita e indicada de acordo com a necessidade específica de cada paciente, ex.: dieta FODMASP.

Abaixo podemos conferir as recomendações nutricionais na dieta padrão e dieta hospitalar:

Nutriente Recomendação dieta padrão Recomendação dieta hospitalar
Energia (Kcal) 25 30
Proteína (g/kg peso) 0,8 – 1,0

 

1,2-2,08*

 

Carboidrato (%) 50-60 45-50
Lipídios (%) 30-35 35-40
Proteína (%) 15-20 20-25
Açúcar adicionado (%) <10
Gordura saturada (%) <10
Gordura monoinsaturada (%) 10-20
Gordura poli-insaturada (%) 5-10
Ácido graxo n-3 (%) >1
EPA e DHA (mg/d) 500
Fibras (g/dia) 30 0-30

*Suplementos nutricionais orais provavelmente serão usados caso o objetivo de 2g/kg/dia de proteína seja alcançado. Fonte: ESPEN, 2021

Suplementos alimentares e fortificação de alimentos

No caso de necessidade, a fortificação de alimentos com vitaminas e minerais, e o uso de suplementos alimentares são recomendados para alcançar um adequado aporte nutricional.

Veja também: Como e para quem devo prescrever suplementos orais?

Modificações

Devido a algumas doenças ou pela idade, a modificação de textura e de densidade nutricional é essencial ao paciente, sendo assim é aconselhável sempre avaliar caso a caso, com toda a equipe responsável.

Outras recomendações da Diretriz ESPEN de Nutrição Hospitalar

Além de recomendações sobre o fornecimento de dietas, a diretriz ainda aborda sobre o planejamento da equipe, infraestrutura da cozinha e fornecimento das dietas aos leitos.

 

Para conferir a diretriz completa basta clicar aqui.  

 

Cadastre-se e receba nossa newsletter