fbpx


PERFIL NUTRICIONAL E CLÍNICO DE PACIENTES PORTADORES DE LÙPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO

Postado em 3 de agosto de 2005 | Autor: DOCK, D.B.

Co-autores: AGUILAR-NASCIMENTO, J.E.; SANCHES, F.M.

Instituição: Departamento de Alimentos e Nutrição e Departamento de Cirurgia da Universidade Federal de Mato Grosso – Cuiabá. MT

Objetivo: Verificar o estado nutricional de pacientes com diagnóstico de lúpus eritematoso sistêmico, atendidos no ambulatório de colagenoses e verificar a incidência de anemia, dislipidemia, diabetes mellitus e hipertensão arterial.

Introdução: O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença inflamatória crônica sistêmica, de causa desconhecida e de natureza auto-imune que leva a destruição de tecidos e células por deposição de auto-anticorpos e imunocomplexos patogênicos (SCHUR, 1997). Atinge predominantemente mulheres em idade reprodutiva da vida. Os pacientes podem apresentar anemia, dislipidemias, diabetes mellitus e hipertensão arterial.

Casuística e Método: Foram estudados 83 pacientes, sendo 76 (91,6%) do sexo feminino e 7 (8,4%) do sexo masculino. A idade mediana foi de 32 com variação de 14–65 anos.

Resultados: O IMC médio encontrado foi de 23,3 Kg/m_ (n=27) sendo 37% (10 pacientes) eram desnutridos, 22,3% (6 pacientes) eutróficos e 40,7% (11 pacientes) apresentavam sobrepeso. Analisando o lipidograma, 37% dos pacientes apresentaram colesterol sérico elevado, 96,1% dos 26 pacientes apresentaram HDL abaixo do desejado, em 19 pacientes, (95,5%), o VLDL encontrado ficou entre os valores desejados, 36% dos pacientes que tinham exame de LDL apresentavam valores indicativos de dislipidemia e a hipertrigliceridemia esteve presente em 57,1% da amostra de 28 pacientes estudados. A anemia esteve presente em torno de 75% da amostra estudada (n=79). O diabetes mellitus ocorreu em 20,6% (n=68) e 26,8% dos pacientes eram hipertensos (n=82).

Conclusão: O lúpus eritematoso sistêmico é uma doença que acomete mais mulheres jovens em idade produtiva da vida, o diagnostico nutricional varia de desnutrição a obesidade, a prevalência de anemia é em torno de 70% com alterações do lipidograma, o diabetes e hipertensão são prevalentes em torno de 25% dos pacientes.

Unitermos: Lupus eritematoso sitêmico, avaliação nutricional, dislipidemia e anemia.

Cadastre-se e receba nossa newsletter