Vigitel 2019

Postado em 1 de junho de 2020 | Autor: Roberta Ciudi

Resultados da pesquisa indicam que a obesidade tende a aumentar segundo a faixa etária

O Ministério da Saúde divulgou os resultados da Pesquisa de Vigilância De Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas 2019 realizada via Inquérito Telefônico, por todas as capitais do país.

Segundo dados obtidos pela pesquisa, houve aumento da prevalência de doenças crônicas não transmissíveis, sendo que a porcentagem de indivíduos obesos quase dobrou de 2006 para 2019, passando de 11,8% para 20,3%.

Resultados do estudo indicam que a obesidade tende a aumentar segundo a faixa etária, sendo 30,4% para os jovens de 18 a 24 anos e 59,8% entre adultos com 65 anos ou mais. Um fator que pareceu contribuir para a diminuição da incidência do excesso de peso foi o nível de escolaridade: 61% para pessoas com até oito anos de estudo e 52,2% para aqueles com 12 ou mais anos de estudo.

A pesquisa apresentou ainda, dados sobre a frequência de consumo recomendado de frutas e hortaliças entre as 27 cidades. Foi constatado que a ingestão desses alimentos foi maior por mulheres e que o consumo foi maior de acordo com o nível de escolaridade.

Faça o download do Vigitel 2019 abaixo.

  • DOWNLOAD

Referência

Ministério da Saúde

Leia também