>


O que são nutricosméticos?

Postado em 21 de agosto de 2023 | Autor: Natália Lopes

Conhecidos como “pílulas da beleza”, esses nutrientes visam melhorar a aparência da pele, cabelos e unhas.

Há muitos séculos, a nutrição tem sido usada para realçar a beleza e retardar o envelhecimento. Nos últimos tempos, essa conexão ficou ainda mais forte com o surgimento dos nutricosméticos. Mas o que são nutricosméticos, quais são eles, e até onde vão as evidências quanto a sua eficácia? Descubra a seguir.

O que são nutricosméticos

Fonte: Shutterstock.com

O que são nutricosméticos?

Nutricosméticos, popularmente conhecidos como “pílulas da beleza”, são produtos com a função de melhorar a aparência da pele, unhas e cabelo. São consumidos por via oral, seja por meio de suplementos ou através da fortificação de alimentos e bebidas (balas, gomas, chás, dentre outros).

Tais produtos representam a junção conceitual de nutracêuticos e cosméticos, mas é importante diferenciar tais termos. Enquanto os nutracêuticos desempenham papel da prevenção e tratamento de doenças, os nutricosméticos são focados exclusivamente na estética.

O papel da nutrição na pele, cabelo e unhas

A beleza da pele é um fenômeno multifatorial, determinado principalmente por alterações na concentração do ácido hialurônico, colágeno e elastina. Com o envelhecimento, a diminuição na produção de tais fibras leva à perda da elasticidade, rugas, aspereza, despigmentação, flacidez, etc.

Múltiplos fatores geram o envelhecimento cutâneo, incluindo tanto causas intrínsecas (fisiológicas e genéticas) quanto causas extrínsecas (radicais livres gerados por radiação UV, oxidantes químicos, poluentes, tabagismo e microrganismos).

Neste sentido, a utilização de nutricosméticos pode interferir nos mecanismos de envelhecimento prematuro da pele e contribuir para sua aparência. Assim também acontece para os cuidados capilares e das unhas, pois a nutrição adequada atua contra os sinais de envelhecimento destas estruturas (perda de cor, textura alterada, crescimento lento, redução de brilho, fragilidade, etc).

Quais são os nutricosméticos?

Diversas são as substâncias nutricionais usadas como nutricosméticos, mas as principais delas incluem as vitaminas e minerais antioxidantes, ácidos graxos poliinsaturados, probióticos e outros compostos bioativos. Contudo, o consenso em relação à eficácia destas substâncias nos efeitos estéticos ainda carece de um maior número de ensaios clínicos a longo prazo.

Na tabela a seguir, encontram-se os principais nutricosméticos, seu mecanismo de ação e os prováveis benefícios estéticos já encontrados na literatura científica.

Tabela

Nutricosméticos: quais são os riscos?

Apesar dos benefícios relacionados à beleza, o consumo de nutricosméticos possui alguns riscos.

O principal ponto de preocupação são as doses consumidas, uma vez que muitos compostos presentes nos nutricosméticos já são contemplados em uma alimentação habitual. Por consequência, os níveis máximos de ingestão tolerável (ULs) podem ser ultrapassados, ocasionando efeitos adversos.

Além disso, estes suplementos da beleza podem interagir com inúmeros medicamentos. Essas interações medicamentosas podem afetar a eficácia dos medicamentos prescritos, bem como aumentar o risco de efeitos colaterais indesejados.

Por fim, outros componentes presentes nas fórmulas dos nutricosméticos podem acarretar alergias, além de efeitos teratogênicos em mulheres grávidas.

Dessa maneira, é muito importante que os nutricosméticos sejam consumidos apenas sob a supervisão de profissionais de saúde qualificados.

Estilo de vida em primeiro lugar

Enquanto nutricosméticos podem ser uma ferramenta interessante para alcançar uma aparência saudável e radiante, eles não substituem a importância de um estilo de vida equilibrado.

Diversos fatores determinam a saúde da pele, cabelo e unhas, na direção contrária do envelhecimento prematuro. São elas: hidratação, dieta, exercícios físicos, exposição solar, tabagismo, etilismo, sono, gestão do estresse e cuidados tópicos.

Sobretudo, o papel da alimentação saudável parece ser essencialmente importante para a beleza exterior. Como o envelhecimento precoce está intrinsecamente ligado à inflamação, uma dieta anti-inflamatória pode ser a chave para aliar nutrição e estética.

Conclusão

A suplementação de substâncias nutricionais a partir dos nutricosméticos é uma estratégia válida para os cuidados estéticos. Porém, ela deve estar atrelada à orientação profissional, com o devido alinhamento de expectativas. Por fim, a integração dos nutricosméticos com outras estratégias de estilo de vida é essencial.

Se você gostou deste artigo, leia também:

Referências:

Adelman MJ, Bedford LM, Potts GA. Clinical efficacy of popular oral hair growth supplement ingredients. Int J Dermatol. 2021 Oct;60(10):1199-1210. doi: 10.1111/ijd.15344. Epub 2020 Dec 9. PMID: 33296077.

Burns EK, Perez-Sanchez A, Katta R. Risks of Skin, Hair, and Nail Supplements. Dermatol Pract Concept. 2020 Oct 26;10(4):e2020089. doi: 10.5826/dpc.1004a89. PMID: 33150030; PMCID: PMC7588165.

Cao C, Xiao Z, Wu Y, Ge C. Diet and Skin Aging-From the Perspective of Food Nutrition. Nutrients. 2020 Mar 24;12(3):870. doi: 10.3390/nu12030870. PMID: 32213934; PMCID: PMC7146365.

Dini I, Laneri S. Nutricosmetics: A brief overview. Phytother Res. 2019 Dec;33(12):3054-3063. doi: 10.1002/ptr.6494. Epub 2019 Sep 3. PMID: 31478301.

Muzumdar S, Ferenczi K. Nutrition and youthful skin. Clin Dermatol. 2021 Sep-Oct;39(5):796-808. doi: 10.1016/j.clindermatol.2021.05.007. Epub 2021 May 13. PMID: 34785007.

Cadastre-se e receba nossa newsletter