>


Obesidade materna e saúde cardiovascular do recém-nascido

Postado em 5 de junho de 2018 | Autor: Marcella Gava

O número de gestantes obesas vemcrescendo e isso acarreta num ambiente desfavorável para o feto por fatoresgenéticos, hormonais e bioquímicos que estão relacionados ao crescimento edesenvolvimento fetal. Nyrnes e sua equipe investigaram a função cardíaca derecém nascidos (RNs) de mulheres obesas (NOW) comparando à de recém nascidos demulheres com peso normal (NNW) e determinando o efeito de uma intervenção comexercícios durante a gestação na função cardíaca de NOW.

Para isso, foi realizado umestudo randomizado controlado com gestantes maiores de 18anos, com idadegestacional entre 11 e 14 semanas, com IMC pré-gestacional ≥28kg/m2(grupo NOW) e entre 18,5 e 25kg/m2 (grupo NNW). As gestantesdo grupo NOW foram divididas em grupo controle e grupo exercício (orientadas arealizarem exercícios supervisionados três vezes por semana a partir da 14ªsemana gestacional até o parto). A função e tamanho cardíaco dos RNs foram mensuradosatravés de ecocardiografia entre o 1º e 3º dia após o parto e entre sexta aoitava semana de vida. Foram também colhidos valores de pressão arterial efrequência cardíaca dos RNs.

75 RNs foram avaliados, sendo 27do grupo NOW exercício, 28 do grupo NOW controle e 20 do grupo NNW. O IMC dasmulheres nos grupos NOW foram semelhantes, bem como a idade dessas mulheres emtodos os grupos. Não houve diferença no peso e comprimento dos RNs entre osgrupos. Dos neonatos, cinco necessitaram de terapia intensiva no grupo NOW enenhum no grupo NNW. Recém-nascidosde mulheres obesas tiveram comprometimento sistólico e diastólico da funçãocardíaca com redução da deformação longitudinal global no ventrículo esquerdo edireito, da taxa de deformação, e da velocidade de doppler tecidual. Elestambém apresentaram septo interventricular mais espesso ao nascimento e naavaliação de 6-8 semanas após o parto em comparação com recém-nascidos de mãescom peso normal. A realização de atividade física não apresentou efeitoestatístico sobre a função cardíaca, o que pode estar relacionado à baixaadesão ao programa de treinamento.

Com isso os autores concluíramque recém-nascidos de mulheres obesas apresentam função cardíaca comprometidaquando comparados a RNs de mulheres com peso normal. A realização de exercíciosdurante a gestação não apresentou efeitos significativos.

 

Referência:

Nyrnes SA et al. Cardiac function in newborns of obese women and the effect of exercise during pregnancy. A randomized controlled trial. PLoS One. 2018 Jun 1;13(6).

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter