fbpx


Questionário de frequência alimentar para pessoas com hipertensão

Postado em 25 de novembro de 2021

Pesquisadores brasileiros desenvolveram o questionário para o atendimento de pacientes com hipertensão

Questionário de frequência alimentar

Fonte: Shutterstock

A hipertensão arterial (PA) é uma comorbidade com alta prevalência em países de baixa a média renda, que aumenta o risco de eventos cardiovasculares, como o acidente vascular cerebral (AVC) e doença coronariana.

O seu tratamento é baseado no uso de medicamentos que auxiliam a baixar a pressão. Entretanto, medidas como alteração de hábitos alimentares e a prática de exercício físico, também contribuem para o controle e prevenção do quadro.

Pensando em hábitos alimentares, a dieta de Abordagem Dietética para Parar a Hipertensão ou mais conhecida como dieta DASH é bastante divulgada como uma alterativa de controle, que orienta o aumento da ingestão de frutas, vegetais e grão inteiro, estimula a consumo de alimentos lácteos com baixo teor de gordura e carne magra, e restringe o consumo de sal a 4 g/dia.

 

Frequência alimentar

 

Na prática clínica, o uso de recordatório dietéticos 24h, é comumente utilizado para avaliar o consumo usual de alimentos pelo paciente, entretanto a sua utilização enfrenta algumas dificuldades, logo que é um método de acompanhamento de curto prazo.

Nesse sentido, o questionário de frequência alimentar é uma alternativa de baixo custo e pouca complexidade, que permite que o profissional consiga avaliar a adesão do paciente a um padrão alimentar.

Pesquisadores brasileiros, a fim de trazer praticidade ao atendimento de pacientes com hipertensão e considerando a escassez de instrumentos específicos, desenvolveram, avaliaram e validaram um questionário de frequência alimentar (FG-QFFQ) de grupos alimentares presente na dieta DASH.

 

O estudo

 

A pesquisa foi realizada na cidade de Porto Alegre, no sul do Brasil, entre 2010 a 2011. Os participantes foram recrutados a partir do ambulatório de hipertensão e na unidade básica de saúde do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), sendo incluídos 115 indivíduos com idade entre 30 a 70 anos, que apresentavam pré-hipertensão ou hipertensão.

Os participantes responderam a dois questionários de FG-QFFQ, sendo dois de 7 dias e outro de 30 dias e a 4 recordatório de 24h, sendo avaliado também medidas antrométricas, demográficas e de pressão arterial.

Além disso, verificou-se a validade geral, interna e de reprodutibilidade, a partir de coeficientes de sexo, idade e de intraclasse.

 

O questionário de frequência

Os questionários produzidos pelos pesquisadores consistiam em 9 itens e 31 grupos de alimentos, trazendo alimentos presentes na dieta DASH e, para a sua utilização, foram incluídos também alimentos típicos de diversas regiões do país.

Os grupos alimentares foram disposto a partir de um catálogo ilustrativo para auxiliar os participantes a se lembrarem dos alimentos, como podemos ver a seguir:

Fonte: ROSSATO et al, 2021

 

Além disso, os questionários também avaliaram o numero de porções por dia, a partir das seguintes perguntas:

  1. Quantas vezes você comeu nos últimos 30 dias?
  2. Quando você comeu (por exemplo, frutas), quantas porções, em média, você comeu por dia?

A validação do questionário de frequência alimentar

 

Após a analise dos resultados, os questionários de frequência de 7 e 30 dias tiveram validade global e interna e reprodutibilidade aceitáveis, sendo considerado um método rápido e prático para monitoramento de ingestão dietética, trazendo praticidade ao atendimento de pacientes com hipertensão.

 

Referência

Rossato, S.L.; Mosele, F.; Moreira, L.B.; Rodrigues, M.P.; Lima, R.F.; Fuchs, F.D.; Fuchs, S.C. Development, Validation, and Reproducibility of Food Group-Based Frequency Questionnaires for Clinical Use in Brazil: A Pre-Hypertension and Hypertension Diet Assessment. Nutrients 2021, 13, 3881.

Cadastre-se e receba nossa newsletter