Suplementação com Probióticos Atenua Danos Hepáticos

Postado em 12 de dezembro de 2018 | Autor: Marcella Gava

A suplementação pode estar associada à redução de atividade inflamatória, lesão hepática e esteatose

Won-Gyeong e sua equipe realizaram trabalho para avaliar os efeitos da suplementação com  Bifidobacterium longum LC67 e Lactobacillus plantarum LC27 sobre a esteatose hepática em ratos.

A esteatose hepática foi induzida em ratos e estes foram divididos em 8 grupos: grupo controle (G1), adição de glicose (G2), adição de 100mg/kg de silimarina (G3), LC27 108 UFC 5x/dia (G4), LC27 109 UFC 2x/dia (G5), LC67 108 UFC 5x/dia (G6), LC67 109 UFC 2x/dia (G7), e a mistura dos probióticos (MP) – LC27 109 UFC 1x/dia e LC67 109 UFC 1x/dia (G8). As suplementações foram introduzidas no sétimo dia após oferta de etanol e foram fornecidas durante 5 dias. Após as intervenções, as cobaias foram sacrificadas e foram colhidas amostras de sangue para análise de triglicerídeos (TG), colesterol total (TC), LDL, HDL, ALT, AST e gama-GT, e amostras teciduais do fígado e cólon para análises histológicas e imunológicas, e dosagem de NF-κB e TNF-α.

A administração oral de LC27, LC67 ou MP suprimiu o aumento de TG, TC, LDL, ALT, AST, gama-GT, TNF-α e LPS induzido por etanol, e aumentou os níveis de HDL.  A suplementação também suprimiu iNOS, a expressão de COX-2, a ativação de NF-κB, aumentou a ativação da AMPK suprimida pelo etanol, e suprimiu significativamente a inflamação gastrintestinal induzida por etanol.

A ingestão de etanol alterou a composição da microbiota intestinal. Foi observado aumentou de Firmicutes e Proteobacteria, e redução de Bacteroidetes e Actinobacteria. O tratamento com os probióticos inibiu o crescimento de Proteobacterias e aumentou a população de Bacteroidetes e Actinobacteria.

Assim, os autores concluíram que a administração oral de LC27 e / ou LC67 em camundongos suprimiu a atividade de mieloperoxidase, expressão de TNF-α e ativação de NF-κB induzida por etanol no trato gastrointestinal. Em síntese, LC27 e LC67 podem atenuar a inflamação gastrintestinal induzida pelo etanol, a lesão hepática e esteatose, benefícios que podem estar associados à  restauração da microbiota intestinal.

Kim WG et al. Lactobacillus plantarum LC27 and Bifidobacterium longum LC67 mitigate alcoholic steatosis in mice by inhibiting LPS-mediated NF-κB activation through restoration of the disturbed gut microbiota. Food Funct. 2018 Aug 15;9(8):4255-4265.