fbpx

Guia Clínico sobre Dietas Populares

Postado em 14 de setembro de 2020 | Autor: Roberta Ciudi

O fator mais influenciável na perda de peso corporal é aderência a dieta

Já é de conhecimento geral entre os profissionais da área da saúde que as taxas de indivíduos obesos vêm aumentando ao longo dos anos e como consequência, maior risco de desenvolvimento de doenças como diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, hipertensão, doenças biliares, osteoatritre, apneia do sono e alguns tipos de câncer.

O livro “Guia Clínico sobre Dietas Populares” discute sobre dietas diversas nas quais há variações na composição de macronutrientes e afirma que nenhuma delas foi superior quanto a perda ou manutenção de peso. Entretanto, o maior responsável pela redução de peso corporal foi à aderência do indivíduo a dieta.

Cada capítulo que compõe o livro discute sobre as atribuições de cada dieta específica, sendo elas: Dieta Atkins, Dieta DASH, iDiet, Dieta Mediterrânea, Dieta Paleo, Dieta vegetariana, entre outras. São explicadas como cada uma dessas abordagens nutricionais funcionam, fornecendo pesquisas atualizadas, uma lista de prós e contras e sugestão de qual dieta se enquadra melhor para especifico tipo de paciente.

Leia abaixo um resumo sobre algumas das dietas abordadas no livro:

  1. Dieta Atkins

Essa dieta foi desenvolvida pelo Dr. Robert C. Atkins que sugeriu um planejamento alimentar com baixo percentual de carboidratos e alto teor de proteínas. A ideia de propor uma redução no consumo de carboidratos e aumentar o teor de proteína e gordura da dieta é para produção de corpos cetônicos que é responsável pela diminuição do apetite e redução da ingestão calórica.

  1. Dieta DASH

A dieta DASH foi desenvolvida com o objetivo de diminuir a incidência de hipertensão nos Estados Unidos. Originalmente, ela foi pensada com o intuito de atingir, através da alimentação, certas quantidades de nutrientes específicos que hipoteticamente seriam benéficos no controle da pressão arterial. Após ser validada, essa dieta foi caracterizada pelo consumo de 8 grupos alimentares: frutas, vegetais, grãos, laticínios, carnes, sementes/oleaginosas/leguminosas, gorduras e açúcares.

  1. Dieta Mediterrânea

Ao contrário da maioria das dietas para perda de peso que estabelecem o que pode e o que não pode ser consumido, a dieta Mediterrânea segue um padrão vinculando a alimentação e estilo de vida saudáveis, incluindo todos os alimentos em porções sem excessos. Por ser uma dieta menos “rígida”, o paciente  deve esperar receber um planejamento alimentar baseado em vegetais, frutas e grãos.

Acesse o livro na íntegra fazendo o download do PDF abaixo.

  • DOWNLOAD

Referência

Clinical Guide to Popular Diets

Leia também