fbpx


Atividade física determina composição corporal ao longo da vida

Postado em 20 de dezembro de 2021

Mais de 1.800 indivíduos tiveram seus níveis de atividade física e massa livre de gordura computados para investigar essa associação

composição corporal e atividade física

Fonte: Shutterstock

A prática de atividade física é reconhecida como um dos fatores para um indivíduo ser saudável e ativo. Ela contribui para que a composição corporal dos praticantes tenha uma massa livre de gordura superior aos que não praticam nenhuma atividade.

Isso permite que o indivíduo tenha mais massas muscular e óssea, estando menos propenso a desenvolver comorbidades, como a sarcopenia.

Essa massa livre de gordura também tem efeitos significativamente benéficos durante as fases de crescimento de um ser humano, atingindo picos no início da vida adulta. Entretanto, ainda existe certa contradição no meio científico sobre a relação da prática de atividade física com os níveis de massa livre de gordura em pessoas mais velhas.

Pensando nisso, uma pesquisa decidiu, então, investigar a associação entre massa livre de gordura, atividade física e idade.

Estudo

O estudo transversal foi conduzido com 2.000 participantes, sendo 1.182 mulheres e 818 homens com idades entre 3 e 96 anos. Foram calculados os gastos energéticos totais e em repouso, nível de atividade física (NAF) e massa muscular livre de gordura.

Resultados

Percebeu-se que, por volta dos 30 anos, a massa livre de gordura foi a maior nos indivíduos de ambos os sexos (em média 47 kg nas mulheres e 60 kg nos homens). Nos indivíduos menores de 18 anos, quanto mais velhos, mais massa livre de gordura e maior NAF.

Entre os indivíduos adultos, de 18 a 80 anos, o NAF variou de 1,1 a 2,5 e assim como nos participantes não adultos, o nível de atividade física foi proporcional à massa livre de gordura, porém, esta foi menor quanto mais velho fosse o adulto.

Conclusão

Tais resultados levam a crer que existe uma associação entre massa livre de gordura e nível de atividade física, demonstrando que a atividade física é um determinante da composição corporal. No entanto, quando o assunto é idade, em especial idosos, a prática de atividade física não confere proteção total contra a perda de massa muscular e massa óssea.

Veja também: Método de avaliação de composição corporal

Referência

Klaas R Westerterp et al., Physical activity and fat-free mass during growth and in later life, The American Journal of Clinical Nutrition, Volume 114, Issue 5, November 2021, Pages 1583–1589, https://doi.org/10.1093/ajcn/nqab260.

Leia também



Cadastre-se e receba nossa newsletter