fbpx


Tabelas Internacionais de Índice Glicêmico – Atualização 2021

Postado em 13 de setembro de 2021

Tabelas Internacionais de Índice Glicêmico

A qualidade de um carboidrato é definida por alguns parâmetros como o índice glicêmico (IG), um valor que demonstra a velocidade com a qual o açúcar de um alimento chega ao sangue e altera os níveis de glicose sanguíneos. Tendo isso em mente e considerando a importância desse dado, uma pesquisa organizou todas as informações disponíveis de fontes confiáveis para elaborar e avaliar possíveis distinções que alterassem os índices glicêmicos dos alimentos.

Após uma análise de mais de 4 000 alimentos, os pesquisadores notaram que cereais como arroz e seus derivados como pães e lanches, tinham índices glicêmicos diferentes (alto, médio e baixo) que variavam de acordo com região e modo de produção. Em compensação, laticínios, massas, frutas e legumes possuíam, geralmente, um IG baixo (≤ 55 na escala de glicose de 100 pontos) sem diferenças significativas ao redor do mundo.

Entre os alimentos avaliados nessa pesquisa, havia 6 de origem brasileira, os quais listamos abaixo:

Alimento

Índice glicêmico

Pão sem glúten (c/ farinha de arroz e amido de batata)

71 ± 3

Alfarroba

39 ± 9

Pinhão

47 ± 2

Biscoito de banana, aveia e mel

28 ± 5

Biscoito de chocolate com cereais

39 ± 8

Biscoito cream cracker

64 ± 11

 

Para conferir os demais alimentos analisados, clique nos botões abaixo. E se quiser ver uma lista já traduzida de alimentos e seus índices glicêmicos, é só clicar aqui e acessar esse outro conteúdo que produzimos em nosso site.

 

Referência

Fiona S Atkinson, Jennie C Brand-Miller, Kaye Foster-Powell, Anette E Buyken, Janina Goletzke, International tables of glycemic index and glycemic load values 2021: a systematic review, The American Journal of Clinical Nutrition, 2021; nqab233, https://doi.org/10.1093/ajcn/nqab233

  • DOWNLOAD
  • DOWNLOAD

Leia também



Assine nossa newsletter: