fbpx


Suplementação de ácido fólico e vitamina B12 em pacientes com diabetes tipo 2

Postado em 18 de abril de 2022

Hipoglicemiantes orais parecem não trazer melhora no quadro clínico do paciente diabético

O diabetes tipo 2 (DM2) é uma doença metabólica caracterizada por uma resistência à insulina ou uma redução nos níveis desse hormônio circulante no sangue, o que eleva a glicemia do paciente diabético. Ela está associada, também, a um pior perfil lipídico e um acúmulo de gordura visceral.

vitamina b12 no diabetes tipo 2

Fonte: Shutterstock

Por isso, para o tratamento dessa condição as orientações são fazer escolhas alimentares focadas em alimentos menos processados e mais in natura, além de praticar atividade física. Essas mudanças auxiliam no controle glicêmico e na redução à resistência insulínica, prorrogando o uso de medicamentos hipoglicemiantes ou mesmo da insulina.

Pensando em outras estratégias, segundo estudos, a suplementação com determinadas vitaminas do complexo B, auxiliam no tratamento da diabetes. O ácido fólico parece melhorar o controle glicêmico em indivíduos com diabetes tipo 2, enquanto a vitamina B12 possibilita a melhora da tolerância à glicose.

Considerando os achados de pesquisas que trazem esses pareceres, um novo estudo se propôs a investigar e comparar os efeitos da suplementação de ácido fólico e vitamina B12 no controle glicêmico, na resistência à insulina e no perfil lipídico sérico de pacientes com diabetes tipo 2.

Intervenção com as vitaminas do complexo B

Oitenta pacientes com idade entre 30 e 65 anos, portadores de diabetes tipo 2 e sob uso de hipoglicemiantes orais, foram convidados a participar desse estudo que teve duração de 8 semanas. Eles foram divididos igualmente em quatro grupos:

Grupo A: recebeu suplementação de ácido fólico + antidiabéticos orais

Grupo B: recebeu suplementação de vitamina B12 + antidiabéticos orais

Grupo C: recebeu suplementação de ácido fólico + vitamina B12 + antidiabéticos orais

Grupo D: recebeu apenas antidiabéticos orais

No início do estudo e ao final das oito semanas, os participantes ficaram 12h em jejum para que fossem coletadas amostras de sangue e dados sobre peso corporal, altura, pressão arterial e circunferência da cintura. Com as amostras de sangue foram avaliadas a glicemia, hemoglobina glicada, níveis de insulina, perfil lipídico, homocisteína sérica, adiponectina sérica (hormônio relacionado à sensibilização da insulina), fator de necrose tumoral sérica, interleucina sérica e proteína C reativa. A resistência à insulina foi calculada usando o modelo de homeostase HOMA-2.

Resultados

Comparando as análises dos 4 grupos, a hemoglobina glicada apresentou melhora significativa nos grupos B (- 1,2%) e C (-1,5%), enquanto o grupo A reduziu apenas 0,8 % e o grupo D não reduziu. B e C também mostraram melhora da insulina plasmática (-4,1 e -4,4 μU/mL), da resistência à insulina (-1,3 e – 1,5) e da sensibilidade à insulina, representada por valores elevados de adiponectina (7,4 e 6,2 ng/mL).

Os grupos A e D tiveram resultados pouco relevantes em relação a esses parâmetros, porém, tanto o grupo A quanto B e C, apresentaram redução da homocisteína, indicando menor risco de doenças cardiovasculares. O perfil lipídico não teve alterações consideráveis nos quatro grupos.

B9, B12 ou antidiabéticos?

A partir desses resultados, os pesquisadores consideraram que a suplementação de B12 e ácido fólico apresenta eficácia na melhora dos parâmetros de atenção relacionados à diabetes tipo 2. Diferentemente dos antidiabéticos orais, a suplementação dessas duas vitaminas, principalmente combinadas, apoia o controle glicêmico, evitando situações de hiperglicemia ou complicações associadas à doença.

Veja, com o nutricionista Moises Pinheiro, como utilizar essas informações na prática:

Referência

Swayamjeet Satapathy, Debapriya Bandyopadhyay, Binod Kumar Patro, Shahnawaz Khan, Sanjukta Naik, Folic acid and vitamin B12 supplementation in subjects with type 2 diabetes mellitus: A multi-arm randomized controlled clinical trial, Complementary Therapies in Medicine, Volume 53, 2020, 102526, ISSN 0965-2299, https://doi.org/10.1016/j.ctim.2020.102526.

 

Parceria:

vitamina b12 no diabetes tipo 2

Cadastre-se e receba nossa newsletter